Para que economizar ?gua?

Publicado n’O Expressionista em 11 de abril de 2006

Cada vez que ligo a TV e me deparo com uma dessas campanhas de economia de ?gua desconfio que h? algo errado. Raciocino um pouquinho e vejo que existe uma contradi??o entre as centenas de c?rregos que correm em minha cidade e a necessidade urgente de economizar ?gua. Vejo alguns destes c?rregos e percebo que a ?gua continua a correr para o mar e tornar-se irremediavelmente salgada, inadequada para o consumo. Um desperd?cio natural, talvez? Embora alguns daqueles c?rregos de fato estejam desaparecendo pelo esgotamento predat?rio de seus fluxos, a maioria n?o deu sinais de enfraquecimento. A ?gua est? l?.

Mas a que tipo de economia referem-se essas campanhas? Tomadas literalmente, faria todo sentido do mundo modificar o fluxo dos rios de forma a armazenar toda ?gua doce poss?vel. No entanto, nem toda ?gua doce interessa. O ?ltimo quil?metro do maior rio de minha cidade ? marcado por ?gua turva e malcheirosa ? imprest?vel mesmo. Vale a pena economizar esta ?gua? Vale a pena permitir que ela chegue ? foz e polua as praias? ? claro que n?o, embora isso signifique alterar cruelmente as condi??es naturais do rio.

O que tento dizer, um pouco confusamente, ? que existe um equ?voco nas campanhas de economia de ?gua que t?m aparecido em canais de TV, r?dio e m?dia impressa. De in?cio, quanto de economia ser? suficiente para as pretens?es destas campanhas? Cortar o consumo pela metade? Atingir um n?vel de consumo sa?rico? Devo tomar banho de copinho? Nossa realidade ? brasileira, a maioria de n?s j? economiza quando ? poss?vel ? muitos economizam at? quando n?o ?. Pode-se economizar mais? Sim, mas at? que ponto? O que pretendem os ide?logos da economia de ?gua?

Se levarmos em conta o problema do abastecimento de ?gua pot?vel e os fatores que causam a escassez, perceber?amos muito facilmente que o maior problema n?o ? o desperd?cio, mas a polui??o dos rios. A matem?tica ? simples e ela demonstra que a escassez acontece por dois motivos: pouca oferta e muita demanda, isto ?, muito consumo e pouca ?gua pot?vel dispon?vel. Algu?m j? viu faltar ?gua suja?

Aqui em minha cidade, por exemplo, muitos rios e c?rregos tornaram-se imprest?veis n?o porque seus fluxos foram predados, mas porque receberam esgoto e outros dejetos. Em muitas cidades acontece o mesmo, al?m do lan?amento irregular de rejeitos industriais. Sabe-se, ali?s, que uma ind?stria ? capaz de consumir e poluir os recursos h?dricos muito mais do que bairros residenciais inteiros.

H? tamb?m um s?rio problema tecnol?gico, estrutural e log?stico, que impede que a ?gua seja melhor processada e utilizada. Um pa?s com chuvas abundantes n?o deveria sofrer com a falta de ?gua. S?o Paulo ? um s?mbolo deste contra-senso: chuvas abundantes n?o apenas n?o resolvem o problema de abastecimento, como tamb?m submetem a cidade ao caos de congestionamentos e enchentes.

A educa??o ? um fator importante, sem d?vida, mas talvez seja o menor diante dos outros problemas que mencionei. Campanhas educativas s?o boas a??es. Economizar ?gua tamb?m ? algo bom ? mas ? importante perceber que isso tem mais a ver com gastos pessoais do que com a preserva??o dos recursos h?dricos. N?o que isso n?o dependa do cidad?o que deliberadamente deixa sua torneira aberta enquanto se barbeia e escova os dentes; ? de fato importante que cada um fa?a sua parte, desde que os protagonistas dessa quest?o tamb?m fa?am a sua.

Se o poder p?blico e as ONGs preferem aplicar suas campanhas de educa??o a personagens que t?m pouco poder de a??o sobre os acontecimentos, ignorando ou ocultando seus pr?prios pap?is como personagens principais, ? algo que faz pensar nas reais inten??es dessas campanhas. O que se pretende: educar ou doutrinar?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s