A vitória de Lula

Deu-se ontem a vitória antecipada de Lula nas próximas eleições presidenciais. Aconteceu quando manifestantes do MLST (Movimento para a Libertação dos Sem-Terra) vandalizaram a Câmara dos Deputados. Perceba:

1) O presidente-fundador do MLST é um membro da executiva nacional do PT.

2) Entre as ressalvas que alguns eleitores têm em relação ao PT, as duas principais são a ‘ala radical’ (ainda apegada aos métodos revolucionários da época da ditadura) e a ausência de autocrítica (o fato de que o partido nunca cortou a própria carne).

3) A manifestação violenta, que já redundou na prisão dos manifestantes e de seu líder, é uma chance do PT mostrar que é capaz de fazer as duas coisas:
– amansar e/ou eliminar os radicais, trazendo à população a sensação de que o Brasil jamais será Cuba ou Venezuela e que o sumo apedeuta indigitado nunca será Fidel ou Chavez e
– autocrítica, com punição exemplar aos mandantes e agentes do vandalismo

A imprensa, sobretudo a televisiva, já fez sua parte, classificando o ato de “ataque à democracia”, exibindo o histórico e a ascendência revolucionária do líder do MLST e elegendo, junto com o PT, o bode expiatório que ocultará todas as culpas que o partido tinha.

Hoje ainda foi divulgado o vídeo com a reunião em que foram acertados os detalhes do vandalismo, obtido com um cinegrafista amador do próprio MLST. O noticiário destacou que durante a reunião não foram mencionadas as reivindicações dos manifestantes, ficando claro, assim, que pretendiam apenas instalar o caos e destruir a Câmara.

Ora, é preciso ser muito burro para querer depredar a Câmara dos Deputados sem ser pego e sem ser punido — a não ser que os manifestantes quisessem ser pegos e punidos exemplarmente, para que os agentes da ordem figurassem ao mesmo tempo como vítimas de vândalos e como campeões da democracia.

No noticiário fica evidente a divisão entre um PT do mal e um PT do bem. A quem interessa a divisão? Ao próprio partido, que esconde assim o andamento de outros assuntos e se mostra como entidade moralmente confiável. E o sumo apedeuta indigitado, ao mesmo tempo em que condena a depredação, recebe os manifestantes do MLST para ouvir suas negociações, posando, ao mesmo tempo, de guardião das instituições e de diplomata conciliador.

Anúncios

3 comentários sobre “A vitória de Lula

  1. Diante desses fatos, em ano de Copa do Mundo, fico em d?vida se devo torcer para o Brasil ou para a Sele??o Brasileira.

    Com tantas “manobras” est?o em andamento, uma vit?ria da Sele??o Brasileira n?o iria “entorpecer” a popula??o e nos impingir mais alguns anos de “PT” ?

    Em ocasi?es como essa me sinto envergonhado por ser “representado” pelos nossos pol?ticos…

    Bem, ao final democracia ? isso: a minoria acata (e/ou suporta) a opini?o da maioria…

  2. An?lise bastante interessante. Creio que voc? tem raz?o no que diz. Existe ainda um outro lado desta quest?o, que ? a \”demonstra??o de for?a\”, isto ?, a quadrilha est? mostrando ao pa?s e ? pequen?ssima \”oposi??o de verdade\” do que ? capaz.
    Um abra?o.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s