Realidade e as pedras de Deus

Ofensas, horas dentro de um ônibus, a lentidão de um motorista, cansaço, náuseas, longos minutos de espera na travessia marítima, indivíduos barulhentos, grosseria, grosseria. Meu humor tende a concluir que a realidade é insuportável e irritante, mas isto é um recorte muito pessoal do mundo. A irritação não é a realidade, mas a parte que me é visível. Um pouco de egoísmo me leva a confundir a parte e o todo e a admitir que a parte é o todo. E assim o egoísmo causa miopia. Essas partes — grosseria, cansaço, longa viagem — são fragmentos da realidade. Óbvio.

Neste momento alguém dorme, alguém lê, alguém se delicia com um bom alimento ou com o amor da pessoa amada. Neste momento alguém se compraz com a iminência de uma grande realização ou com poucos e preciosos minutos de silêncio. Coisas boas acontecem quase na mesma medida de coisas ruins. O milagre e a ruína acontecem com freqüências semelhantes. Eu não repetiria aqui aquela história do copo meio cheio (ou meio vazio). Não é uma questão de otimismo ou pessimismo. Otimismo e pessimismo são o egoísmo arremessado à realidade, algo como “prefiro que seja assim” e a miopia a que me referia instantes atrás. É uma questão de perceber que somos pequenos demais para dizer o que é a realidade, para afirmar qual é sua substância. Onisciência, só para Ele.

*
Por falar n’Ele, ouço com freqüência alguns engraçadinhos desocupados mencionando a Bíblia Satânica para confundir crentes desacostumados ao estudo e à reflexão e repetindo ad nauseam a pergunta “Deus pode criar um pedra que Ele não consiga erguer?” como forma de questionar a onipotência divina — e, portanto, pôr em dúvida todo o resto. Se Ele não pode criar uma pedra desse tipo, Ele não é onipotente. Se Ele pode criar a pedra, mas não pode erguê-la, também não é onipotente. Logo, Deus não é onipotente e, assim, talvez nem exista. Aos sofistas que tanto prezam esta brincadeira de mau gosto, meus cinco centavos:

Deus pode tudo, é claro. Assim, Ele pode se tornar duplo e conseguir e não conseguir erguer a pedra ao mesmo tempo, sem que isso fira Sua onipotência. Ainda que isso possa ferir a lógica tal como a conhecemos, Ele — justamente por ser onipotente — pode criar a realidade que melhor Lhe couber, sem ter que atender ou se sujeitar a qualquer lógica senão a Sua própria. Deus está acima da lógica e das perguntas humanas.

Chega a ser engraçado ver uma pessoa tentando fazer perguntas sobre Deus sem ter feito qualquer esforço para percebê-Lo, sem ter abdicado por instantes da empáfia que insiste em afirmar que somos deuses, como se a onipotência divina nos fosse possível, como se perguntas como a da Bíblia Satânica não fossem a prova de nossa própria impotência. Chega a ser engraçado querer perguntar certas coisas ao Criador ou a respeito d’Ele sem se submeter a Seu crivo. Como diria Nietzsche, isso é demasiado humano.

Anúncios

Um comentário sobre “Realidade e as pedras de Deus

  1. Dante errou..
    reunir pessoas sem afinidades s? por necessidade ? uma parte do inferno, isso se d? o nome de transporte coletivo, coletivo me lembra ajuntamento de animais, foi isso que fui obrigado a decorar,aprendi na escola muito pequeno.hoje entendo o conceito.
    Fico de fora at? o ultimo minuto, quando o motorista liga o motor, vou eu encontrar alguem que tenta me explicar que o numero do assento da minha passagem n?o ? v?lido qq lugar serve, ai explico que se qq lugar serve v? sentar em qq lugar menos no meu.isso acontece com uma frequencia enorme.
    Existe quatro tipos de ar condicionado em um ?nibus.
    funciona demais, funciona de menos e n?o funciona a quarta categoria ? a pior,ar condicionado em livre movimento da janela aberta totalmente ao lado.
    Outra coisa que aprendi dentro de um ?nibus, que a tarifa do meu celular ? a mais cara do mundo, pq n?o consigo falar 1 hora continuamente enquanto as cidades passam, e que temos que avisar a quem quer que seja o ?bvio, chegamos no destino e que existem toques de celular que poderiam ser usados em torturas.
    J? aprendi, receita de Bolo, que a vizinha ? uma vaca(seja ela vizinha de quem e da onde) segredos de familia, compartilhei sem querer compartilhar as mais cretinas opini?es sobre v?rios temas, isso de olhos fechados e com protetor auricular.
    Paradas de ?nibus sempre me mostram que a viagem vai durar mais 30 minutos dos dez minutos de parada e que entendo o porque que aroma natural(KKKK) de que tanto falam ? verdade. voce come pelo olfato, sendo assim eu n?o preciso me alimentar em uma viagem de ?nibus, j? estou alimentado obrigat?rimente e arbritariamente pelo meu pobre nariz.
    Entendo a curvatura do espa?o-tempo e a relatividade de Einstein, quando vou de ?nibus via Santos ? Ilha Bela, porque o campo gravitacional ? a soma do da massa que tenta ficar no meu estomago, com o que sobrou do meu labirinto.
    Newton estava errado, sen?o a for?a manteria a ma?? no meu delicado estomago.
    E tambem que pensamentos tem forma, e eles tem a forma de um serial killer ap?s 40 minutos de conviv?ncia for?ado com mais 50 pessoas.
    Para salvar a segunda-feira ai vai, das 50 pessoas dentro de um ?nibus 10 s?o extremamente inoportunas, mal educadas e chatas,isso significa que 20% ? assim, as outras s?o sofredoras como eu..o mundo ainda tem salva??o.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s