A falácia da integração latino-americana

O argumento mais recente em favor da reeleição do Sumo Apedeuta é aquele que diz que ele é o mais preparado para favorecer a integração dos países latino-americanos. Em um dos grupos de discussão de que participo tive o desprazer de ler hoje o artigo do comunista Oscar Niemeyer na Folha de São Paulo sustentando essa empulhação. Diz o arquiteto que essa é razão suficiente para justificar a permanência de Lula no poder. Na minha opinião, deveria ser a primeira a justificar sua eliminação.

Em seguida, a resposta que enviei ao grupo de discussão:

Oscar Niemeyer é um grande arquiteto, mas deixa a desejar como pensador e analista da conjuntura nacional ou internacional. Para ele, o mundo deveria ter mergulhado definitivamente na experiência comunista tão logo ela se disponibilizou para o mundo — a despeito dos milhões de vítimas que essa “experiência” fez em diversos países, em diferentes épocas. É esse desejo que se reflete em seu texto.

Segundo ele, Lula é quem tem mais condições de reforçar as alianças com outros países latino-americanos e fazer frente ao imperialismo norte-americano. Além disso, diz o arquiteto que é importante cuidar da Amazônia, valorizando a soberania nacional.

Primeiramente, o Brasil não ganha nada ao se aliar a países que têm demonstrado fortes inclinações anti-democráticas, cujos líderes invariavelmente têm enfiado os pés pelas mãos em arroubos nacional-socialistas. Hugo Chávez discursou na ONU recentemente dizendo que Bush era um demônio e foi enfático ao dizer que não se tratava de metáfora. Namora o antiamericanismo cubano e iraniano e neles se inspira para desenvolver o seu próprio. Aplaude cada palavra do ditador Fidel Castro e se prepara para ser seu sucessor na AL. Morales não fica atrás e o episódio com a Petrobrás não deixa dúvidas sobre isso. A hostilidade para com empresas estrangeiras já tem seus reflexos na economia de países como Bolívia e Argentina. O que o Brasil tem a ganhar alinhando-se ideologicamente com esses países e entrando numa queda de braço com os EUA, um de seus maiores parceiros comerciais?

Samuel Johnson, já no século XVIII, alertava que “o nacionalismo é o último refúgio dos canalhas”. Não impressiona que se recorra com tanta freqüência à palavra “soberania” ao mesmo tempo em que a Amazônia é dividida entre latifundiários, mineradores, madeireiras, ONGs e outras empresas. Se é para isso que a soberania serve, eu prefiro aquela hoax do livro de geografia americano.

Eu concordo que é necessário ampliar a integração dos países latino-americanos. Mas discordo de que é essa integração que deve eleger um presidente. Discordo de que essa é uma razão para reeleger Lula.

Se Lula é o presidente mais preparado para entregar o país aos interesses do Foro de São Paulo, eis mais uma razão para não votar nele. Não me agrada ver o país submetido aos interesses comerciais dos países mais ricos, mas me agrada muito menos vê-lo entregue aos interesses de revolucionários comunistas, que não escondem sua intenção de recuperar na América Latina o que foi perdido no Leste Europeu.

Se alguém quiser saber o que é traição à soberania nacional, dê uma olhada no discurso do próprio presidente Lula em ocasião do 15º aniversário do Foro de São Paulo:

E a quem não souber o que é o Foro, sugiro que busque saber: é ele que determinará os rumos do país enquanto o PT continuar no poder.

De minha parte, só tenho a lamentar que um arquiteto da envergadura de Oscar Niemeyer venha a público para defender uma candidatura justamente por aquilo que ela tem de mais hediondo.

*
A Wikipedia não é a melhor referência para saber algo sobre o Foro de São Paulo, mas lá se pode ver uma lista dos seus participantes: entre eles, a FSLN (Frente Sandinista), o PC cubano, as FARC e o MIR chileno, estas duas últimas organizações reconhecidamente criminosas. É a esse tipo de gente que o presidente se refere quando diz: “Foi assim que nós pudemos atuar junto a outros países com os nossos companheiros do movimento social, dos partidos daqueles países, do movimento sindical, sempre utilizando a relação construída no Foro de São Paulo para que pudéssemos conversar sem que parecesse e sem que as pessoas entendessem qualquer interferência política.” E é a isso que o Sumo Apedeuta chama de democracia: atender aos interesses de seu clube de comunistas.

Anúncios

5 comentários sobre “A falácia da integração latino-americana

  1. Christian, n?o sou arquiteto, mas acho as obras do Niemeyer uma bosta. S? vejo cimento e espelhos d\’?gua. Mas por n?o ser arquiteto e n?o entender do assunto, minha an?lise ? nula quanto ? isso.

    J? quanto ? pol?tica, ele enriqueceu com o lobby do partid?o. Nada mais justo que retribuir apoiando e defendendo as atrocidades comunistas.

    N?o me recordo de quem disse a frase, se n?o me engano foi o Campos, mas voil?: \”um jovem comunista tem bom cora??o; j? um velho, ? burrice mesmo\”. Eu completo: velho comunista ? burrice ou bolsos cheios. Depois de tudo que acopnteceu neste pa?s algu?m tem d?vida que um comunista ou ? um idiota ou ? um canalha?

  2. Christian, n?o d? pra ignorar que o problema geral do brasileiro ? n?o encarar a realidade de frente. Tratar o Lula como um corrupto apenas ? um erro que as vezes parte de n?s mesmos. N?s, que sabemos o que ? o Foro de S?o Paulo, digo. Aceitar discutir se o lula ? corrupto ? ser pautado, por incrivel que pare?a, pelo PT. Encarar a realidade ? limpar a mesa e discutir, antes de mais nada, soberania nacional. E, calro, where the hell est? a direita brasileira. quanto ao niemeyer, o que dizer de um jornal que d? espa?o para ele, Marilena Chau?, Emir Sader…

  3. Muitas correntes filos?ficas chamam Deus de o grande arquiteto do universo, ou seja beleza com praticidade, uma forma singular e plastica de beleza com a vida pulsando, nos fazendo meditar sobre a vida em um galho de arvore com musgos e flores.
    Se pensarmos que a maioria dos arquitetos est?o a servi?o do poder, para com a sua megalomania mostrar o poder que os remunera lhe d? status para falar asneiras que qualquer um que viva t?o longe do sofrimento do povo pode falar e mostrar a sua opini?o.
    Qualquer um pode dar sua opini?o, mas se presume erroneamente que quanto mais cultura mais sua opini?o deva ser levada a s?rio….ninguem estuda a hist?ria ? o comunismo n?o ? preconceituoso, ouve todas as vozes contrarias e esta voltado para o melhor do povo, isso ? uma realidade.
    N?o tem preconceito de cor ra?a ou religi?o..mata todos sem preconceito nenhum.
    ouve todas as opini?es contrarias e depois mata, porque s? queria ouvi-las pra saber se corria algum risco de perder o poder.
    sempre voltado ao povo e por isso ? o ?nico regime que consegue matar seu proprio povo, genocidas de plant?o adoram esse regime e por incrivel que pare?a nunca s?o acusados dessa matan?as.
    N?o sou eu que digo, s?o os livros de hist?ria..? s? ler, nem precisa interpretar ? consumivel.
    vejo as obras do Niemeyer como um desperdicio de dinheiro e sempre a favor do poder que o sustenta, seja direita, esquerda, democracia ou ditadura, qq arquiteto que tenha a oportunidade do espa?o que ele teve e a grana tambem faria isso, ? minha opini?o adoraria ser contestado..por favor Chris me ajude neste comentario.
    Agora que tal um pouco de senso critico..pq ser? que se chegou a isso ? e cada vez que voce diz de todo o plano arquitetado por os que est?o ai para ficar, aonde estava os defensores da democracia, direita ou seja l? quem estava no poder antes…gozando o poder enquanto o povo sofria, deixando o povo cada vez mais esfomeado e sem educa??o, deixaram sementes para se instalar a doen?a e nunca queriam cura-la, porque olhar os que padecem. se podemos brindar com champanhe em Paris. e cad? alguma forma organizada, direcionada com planos para mudar o que existe ai, desorganiza??o, distancia do seu proprio povo, sofrimento de muitos para o deleite de poucos ..tudo t?o igual mas o comunismo sabe tirar proveito disso e se eles s?o piores, posso concordar mas que s?o mais organizados isso s?o.

  4. O comunismo entra por uma brecha de car?ter do brasileiro que tenta sempre ser \”politicamente correto, na moda\”, a prova disso ? que me enoja ver jovens que \”amam\” Elis Regina sem nunca ter ouvido uma ?nica musica sua…
    Deixando as compara??es de lado, tive o prazer de conviver em uma comunidade no interior de portugal, onde conheci russos, moldavos, croatas, ucranianos e atrav?s dos relatos pessoais destas pessoas de uma ?ndole invej?vel, deu pra conhecer o verdadeiro \”comunismo\”.
    At? o mais insens?vel dos seres se enoja com tanta sujeira pintada de cor de rosa!

  5. E, Ac?cio, n?o ? necess?rio conhecer um russo ou um croata para conhecer o que a Rev. Russa fez com a vida dessa gente. A literatura russa est? impregnada de hostilidade e rep?dio a esse tipo de regime. Nabokov, Berberova, Tchekhov… mas ? fic??o, podem dizer alguns desavisados. Ok, babe… ent?o vamos ler \”Eu escolhi a liberdade\”, de Kravtchenko, \”A Sombra do Kremlin\”, de Orlando Loureiro ou \”URSS, inferno ou para?so?\”, de Rubens do Amaral.

    O problema ? que essa galera toda est? esquecida nas poeiras das bibliotecas e sebos. ? por isso que eu acho que a melhor caracter?stica de uma pessoa inteligente ? a curiosidade. N?o ? ? toa que os gregos admiravam tanto a coruja e a tinha como s?mbolo de sabedoria.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s