Mais quatro anos

festa no ape

"Recuperar na América Latina o que foi perdido no Leste Europeu."

PS.: Este saite ficará inativo por algumas horas, em sinal de luto. Comentários continuam abertos e livres. Em breve voltaremos à programação normal. 

Anúncios

2 comentários sobre “Mais quatro anos

  1. Descobri o seu site antigo por acaso, numa pesquisa sobre M?rio Ferreira dos Santos. Li todos os artigos e gostei muito.Eu confesso que fico surpreendido quando descubro um brasileiro que encara o conhecimento como o desenvolvimento da Intelig?ncia ,os passos no caminho de busca das Verdades, estas n?o sendo ideologizadas ou usadas como ?libis por fan?ticos, ? claro.Existem, ? ?bvio, mas num pa?s onde, a moralidade conservadora da maioria da popula??o ? tratada pela m?dia como patologia de idiotas que precisam ser esclarecidos, em que se discute nas universidades(n?o acho que mere?a letra mai?scula) se somos o pais mais racista do mundo, enquanto brancos e negros se relacionam de todas as formas, com a raridade com que se respira na China, e com mais de tr?s milh?es de decretos feitos para regular a vida das pessoas de todas as formas poss?veis desde que a ?ltima Constitui??o foi outorgada, carga tribut?ria de quarenta por cento, burocracia que ? a materializa??o da fic??o kafkiana, Estado hiper-hipertrofiado fracassado cuja culpa ? atribu?da??evidentemente??, ao modelo ??neoliberal?? que espantosamente do verdadeiro liberalismo n?o tem nada e da direita,
    n?o s?o t?o comuns.
    ? ?timo ler textos de pessoas que se pode perceber terem uma rela??o com o conhecimento e a cultura semelhante ? nossa. Entre equ?vocos e acertos buscando o verdadeiro e o real. Independentemente de concordar ou discordar, possamos avali?-los com racionalidade sadia, sem esquizofr?nia ideol?gica, sentimental?ide, ou fanatizada. Sinto isso em pensadores brasileiros, quando leio M?rio Ferreira dos Santos, Olavo de Carvalho, Miguel Reale, Gilberto Freire, Rui Barbosa e etc, mas muit?ssimas coisas eu leio e penso: Bem, e l? mundo real…E n?o apenas com autores, mas nas rela??es do dia-a-dia, com todos os tipos de pessoas, de semi-analfabetos ? pessoas estudadas, de jovens ? velhos, com ou sem dinheiro. O processo do politicamente correto, frustra??es habilmente usadas para fins pol?ticos e a puerilidade de tentar forjar uma realidade por meio de inten??es e desejos dificultam muito as coisas. Foro de S?o Paulo, fracassos e crimes socialistas, fatos, rela??es de causa e efeito, evid?ncias e l?gica. Dane-se.
    Ouvi de uma amigo recentemente :?? – As coisas n?o s?o assim porque eu n?o quero que elas sejam assim??.
    Gostaria sinceramente de parabeniz?-lo por essa caracter?stica que deveria ser comum aos escritores mas que infelizmente n?o ?. Desculpe pela extens?o da mensagem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s