Turistas


Autênticos brasileiros carregando o almoço de domingo em cena do filme Turistas, um clássico antes mesmo do lançamento.

Não pretendo ver o filme Turistas, mas sei que se trata de um film ruim de um gênero que eu abomino, um conhecido celeiro de produções ruins, feitas exclusivamente para colher níqueis de adolescentes descerebrados e desocupados.

O que chama a atenção é a histeria em torno do filme. Circula pela internet uma campanha de boicote ao filme. A Embratur estuda formas de contrabalançar o impacto negativo que o filme pode causar sobre o turismo. A meu ver, essas campanhas são uma boa razão para ver um filme.

É curioso e um pouco irônico que brasileiros reajam com uma espécie de xenofobia diante de filmes como Turistas. Como se o país fosse muito diferente daquilo que o filme deve mostrar.

São coisas desse tipo que demonstram a extensão de nossa jequice, hábil na arte de errar o alvo. É curioso notar também que a campanha não procura dizer que o país não é como o filme mostra. A campanha se propõe apenas a boicotar um filme. O que importa é exercer o nacionalismo babão. E isso, num país em que os cineastas não conseguem viver sem apoio estatal, é no mínimo perturbador. Não se trata de uma campanha pró-Brasil, trata-se de uma campanha contra um filme de terror, muito parecida com a pendenga "Os Simpsons no Rio de Janeiro" e, na essência, também muito parecida com aquela idéia genial que pretendia criar cotas para os filmes brasileiros nas salas de cinema.

Como se o país fosse muito diferente daquilo que o filme deverá mostrar. Como se fosse proibido falar mal do país ou como se isso, em dias de hoje, não fosse a coisa mais natural do mundo, como nos conta A Torre de Marfim.

Ou, ainda, como se falar mal do país ou fazer filmes ruins fosse monopólio dos brasileiros.

Anúncios

Um comentário sobre “Turistas

  1. sobre o filme turista, sugiro esses enredos :

    Entre 1575 e 1578 o Rio de Janeiro foi governado por Ant?nio Salema, um jurista, formado em Coimbra, que tinha como principal caracter?stica odiar ?ndios. Salema pretendia instalar um engenho de cana nas margens da atual Lagoa Rodrigo de Freitas. Como estas terras eram ocupadas pelos ?ndios Tamoios, Salema usou um m?todo covarde e trai?oeiro para extermin?-los: espalhou pelas margens da atual Lagoa Rodrigo de Freitas roupas que haviam sido usadas por doentes de var?ola. Os ?ndios decidiram vesti-las e se contaminaram. Acabaram mortos. Talvez tenha sido a primeira vez que se usou armas biol?gicas para dizimar uma popula??o em massa.
    Tratadas como escravas
    A Pol?cia Federal prendeu em Minas
    Gerais, oito suspeitos de integrar uma quadrilha de tr?fico
    internacional de mulheres para explora??o sexual. A Opera??o Tar? foi
    feita em conjunto com a Pol?cia Judici?ria da Su??a, pa?s onde outras
    quatro pessoas foram presas, entre elas Hunziker Heinz, de 58 anos,
    apontado como l?der do grupo criminoso.

    De acordo com a PF, por meio de aliciadores brasileiros, o su??o
    recrutava mulheres em Belo Horizonte e regi?o metropolitana. Elas eram
    enviadas para prostitui??o em Zurique. O delegado da Divis?o de
    Direitos Humanos da PF em Bras?lia, Clyton Eust?quio Xavier, disse que
    desde o in?cio das investiga??es, h? cerca de um ano, aproximadamente
    300 mulheres foram enviadas de Minas Gerais para a Su??a.

    Segundo a PF, as brasileiras eram arregimentadas com promessas
    falsas e submetidas a maus-tratos. Quando chegavam ? Su??a tinham os
    passaportes confiscados e permaneciam em c?rcere privado, sofrendo
    priva??o de alimentos e agress?es. Normalmente, eram obrigadas a se
    prostituir de 16 a 18 horas por dia. ?Elas eram maltratadas, usavam
    drogas. Muitas vezes eram agredidas e violentadas sexualmente?, afirmou
    Xavier. ?Algumas chegaram a ser vendidas para outros prost?bulos na
    Su??a como escravas do sexo.?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s