Deixa o homem trabalhar

Praga ou chaga, tanto faz para quem efetivamente lê o texto todo em vez de pinçar palavras e forçar uma ambigüidade, uma polêmica ou um erro que não existem. É obrigação elementar de qualquer sujeito alfabetizado. Se se trata de jornalista, escritor ou tradutor, torna-se obrigação profissional. Fico admirado quando articulistas ficam polemizando sobre um assunto quando a simples existência da polêmica demonstra o erro que cometeram.

Se a mídia se dói tanto quando o Papa diz que o divórcio — esta sagrada instituição moderna — é uma praga, pior para a mídia, que, além de provar que não sabe ler, age como se o divórcio fosse religiosamente muito defensável, como se o santo ofício dependesse de estatísticas, como se o amor e o compromisso não tivessem a mais mínima relação.

A todas estas pessoas, que se desdobram ao criticar aquilo que não compreendem e que não pretendem compreender, uma dica: deixem os católicos em paz.

Uns dirão e eu posso ouvi-los: “mas os católicos não me deixam em paz”. É mesmo? Você foi seqüestrado na madrugada de sábado, amarrado e levado à força para a missa do dia seguinte? Explodiu um carro bomba na frente de sua casa? Uma turba de crentes reuniu-se para pregar no seu quintal? Pararam você na rua para vender incenso? Então vá lamber sabão. Reconheça que quando você diz “os católicos não me deixam em paz” na verdade está querendo dizer que não consegue encontrar o controle remoto da TV quando o Santo Padre aparece no noticiário.

E não caia na besteira de dizer “os católicos não nos deixam em paz”, em hipótese nenhuma. Você pode querer ser afetado, você pode perder seu controle remoto, mas fale por si. E deixe o Papa trabalhar.

Anúncios

2 comentários sobre “Deixa o homem trabalhar

  1. Olha Chris, cristão chatinho é evangélico, que quer te empurrar Cristo goela abaixo. Mas se nos colocarmos do outro lado, entenderemos que eles fazem isso para nos salvar, uma alusão à Noé e sua arca.

    Não sou religioso, mas nutro um respeito grande pelo Catolicismo. Tanto que adoro xingar cristãos limonada. Daqueles que não lêem a Bíblia e freqüentam terreros de macumba..rs

    Quanto aos ateus que adoram polemizar (o Janer, por exemplo), eles deveriam arrumar coisa mais interessante para fazer e escrever.

  2. Oi Christian, a polêmica era a tradução, tão somente. Se estava certa ou não: Estava, era praga, calamidade, peste, armagedom mesmo. :^)

    Quanto à questão estritamente religiosa, afora o novo papa ser engraçado e erudito, não me interessa muito, por não ser a minha fé.

    Ah, mas uma boa polêmica sempre é legal de assistir (nem sempre bom de participar, claro). O feio é ficar bravo por ‘perder’ nos argumentos ou nos fatos, como aconteceu e você sabe de quem estou falando.

    BTW, way cool your antispam system. “lontra”. Imagino que tenha urso Polar, guaxinim, ouriço e outras raridades assim. :^)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s