Retornando

Como alguns puderam notar, este site esteve fora do ar durante algumas horas desta última sexta-feira (24 de maio). Houve um problema em meu servidor, que felizmente já foi resolvido.

Aproveito a oportunidade para fazer um jabá. Fatuch é o servidor que uso desde dezembro do ano passado. Através desta empresa fiz o registro do domínio deste site (.org) e adquiri espaço para hospedagem (800MB). Estes dois serviços custam R$50 por ano. Uma bagatela. Além da excelente relação custo-benefício, o suporte deles é eficiente, simples e direto — não apenas resolveram o problema rapidamente, como me mantiveram informado sobre os problemas que surgiram. Recomendo.

*
Fiquei alguns dias fora para cumprir algumas obrigações acadêmicas e matrimoniais. Claro que não é muito adequado usar a palavra “obrigação” para me referir a duas coisas que faço com muito gosto. Tema de pesquisa e namorada a gente sempre escolhe.

Minha pesquisa avança lentamente. Tento conciliá-la com a necessidade de pagar minhas contas — que felizmente são poucas. Esta foi a obrigação acadêmica cumprida recentemente: conseguir uma bolsa de estudos. Não a consegui ainda, apenas finalizei e entreguei os documentos necessários para consegui-la. Mas se algum mecenas quiser se antecipar à agência de apoio à pesquisa e patrocinar este humilde pesquisador, contate-me por favor.

No momento adequado devo falar de minha pesquisa neste site.

*
Aproveitei os dias que passei em São Paulo para ver Homem-Aranha 3 com minha namorada. Havia uma conspiração silenciosa para que não fôssemos ao cinema ver esse filme — confusões com horário, o sempre horrível trânsito da capital, o frio cada vez mais intenso. Mas finalmente vimos o terceiro filme do super-herói.

No mesmo cinema estava em cartaz o documentário sobre Oscar Niemeyer, lenda viva da arquitetura. Niemeyer faz parte da fase heróica da arquitetura moderna brasileira. Logicamente o heroísmo do arquiteto para o Brasil não é semelhante ao heroísmo de Peter Parker para Nova York — mesmo que ambos sejam tomados metaforicamente.

O filme, aliás, é muito bom.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s