Em que planeta vivem os políticos?


Um político da base governista em busca de apoio popular para seu mais recente projeto de lei.

Ouço uma pessoa dizer, como tantas vezes já ouvi dizerem, que o problema do brasileiro é a falta de engajamento político. Falta envolvimento e consciência política, falta educação neste sentido e falta atenção às questões políticas fundamentais — é o que dizem.

Eu discordo. Por exemplo, os suíços não são engajados. O mesmo vale para os finlandeses, os japoneses, os sul-coreanos, os dinamarqueses. Eu não os vejo em passeatas, nas ruas. Não os vejo abalados por causa da política. Eu os vejo trabalhando e colocando em prática os valores que eles consideram fundamentais para a realização de coisas boas para sua família, sua empresa, sua cidade, seu país. O máximo de engajamento político que eles se permitem é o de exigir que seus representantes defendam os valores para os quais foram eleitos, que, enfim, trabalhem e respeitem esses valores, exatamente como faz qualquer cidadão.

O problema brasileiro é precisamente o contrário do que se diz. Envolvemo-nos excessivamente com questões políticas. O que torna a política um lodaçal é sua capacidade de ignorar os princípios e atividades que constituem a vida do cidadão comum e de concentrar-se em ações que dizem respeito apenas ao próprio sistema político. Logo, todos estarão envolvidos em questões essenciais para a sociedade brasileira, como a renúncia iminente do presidente do Senado e a declaração absolutamente descabida daquela ministra.

Aos políticos falta engajamento social, envolvimento com as questões elementares do dia-a-dia. Ocorre que, quando isso se esboça, o resultado é sempre o mesmo: encarar a realidade é trampolim para lucro extra, como se para os políticos isso fosse uma necessidade justificada.

Escolha qualquer elemento ou fato político recente e observe-o à luz destas afirmações. CPIs, processos, ameaças de cassação (que raramente frutificam), projetos de lei, a bancada governista, a oposição, as declarações de ministros, de deputados e senadores e do próprio presidente. Este conjunto de elementos e personagens constitui um universo particular, absolutamente alheio a tudo que acontece fora da Praça dos Três Poderes. Tem-se a impressão de que essas pessoas não têm problemas de má digestão, não lêem jornais, não têm filhos e não vão ao cinema. Na TV, rodeadas de microfones, essa tese será subliminarmente sustentada com firmeza inquestionável. Em que planeta essas pessoas vivem?

Anúncios

Um comentário sobre “Em que planeta vivem os políticos?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s