Tat twan asi

mudra

E se não existissem referenciais? Se toda sua história não passasse de um deslumbramento, uma alucinação surgida de seu senso de auto-preservação? Se você não tivesse para onde voltar, se tudo que lhe restasse fosse o vento, o perfume das flores, o barulho das crianças ao redor, o reflexo do poente sobre o mar agitado? E se todas as suas posses se resumissem àquilo que você carrega consigo neste momento: um livro, um caderno, uma caneta, a roupa do corpo, seu próprio corpo? Se, mesmo que não houvesse ilusão, você tivesse que deixar para trás tudo aquilo que constituiu sua vida até hoje?

A porta está fechada. Não há volta. Tudo que lhe resta é respirar, esperar o fim inevitável e dedicar seus últimos minutos para unir-se com Deus. Pense que, afinal, esta sempre foi sua única opção. Não há vida genuína lá fora. Não há o tempo. Não há o medo que o tempo causa. Há Deus e você. Há Sua implacabilidade e sua miséria. Há Seu poder e sua fraqueza.

Peça perdão. Una-se ao Eterno.

.
Original da imagem aqui.

Anúncios

2 comentários sobre “Tat twan asi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s