Odeio São Paulo

avenida são joão são paulo

A capital paulista tem sorte pelo fato de minha amada viver por lá. De outra forma, eu já teria transformado em alguma besteira a obrigação de ter de ir para lá semanalmente. A obrigação se encerrou esta semana.

*
Quarta-feira passada eu tomei o ônibus mais lotado de minha vida. Foi uma viagem que durou 90 minutos, em pé, sob pressão de cotovelos e o bodum de axilas — fim de tarde, vale lembrar. Muita coisa ruim que eu ouvi sobre São Paulo fez sentido naqueles 90 minutos.

*
Alguém pergunte aos grafiteiros paulistanos que valor há na transgressão que torna um lugar pior do que ele já é. Depois, bem depois, conversamos sobre a Vale.

*
O sistema de transporte de São Paulo vai-se resolver com pés e bicicletas — porque não vai haver outra solução. Muito em breve.

*
Falar em caos já deixou de ser lugar-comum. Tornou-se gentileza.

*
São Paulo sabe ser cinza mesmo em dias de céu azul e sol.

*
Ah, sim, cosmopolita: adiós / addio / auf wiedersehen / goodbye / adieu / さよなら, São Paulo.

*
PS.: Eu seria injusto se não frisasse aqui a importância que minha amada e sua família tiveram e continuam tendo em meus dias paulistanos — não apenas os obrigatórios. Não fosse por ela e por eles, estar em São Paulo seria realmente insuportável. Eles me lembram que a capital tem coisas boas e que se existe um futuro para essa cidade ele está justamente nas pessoas e em sua capacidade de se reunir em torno de coisas simples, comuns e fundamentais, como divertir-se num fim-de-semana, preparar comida saborosa no fim de um dia de trabalho ou brincar com gatos. A eles — Tamara, Luiza, Celso, Danny, até mesmo Naná –, meus agradecimentos, de todo coração.

.
Original da imagem aqui

Anúncios

47 comentários sobre “Odeio São Paulo

  1. Pois nem essas “qualidades” podem ser características de São Paulo. Podem estar presentes, e muito mais intensas, em qualquer outro lugar.
    Na verdade, São Paulo é constituída na maioria por pessoas arrogantes, individualistas, materialistas, consumistas e extremamente mal-educadas.
    Basta dirigir em São Paulo, basta frequentar qualquer lugar público pra perceber isso. Aliás, a palavra “público” é cada vez mais rara como qualificação de qualquer coisa em São Paulo.
    Vida cultural?? Pfffff… já era… a não ser que você considere programa cultural ir ao cinema em algum shopping center…

  2. vcs estao um poco enganados a cidade de Sao Paulo foi eleita uma das cidades mais gentis do mundo, os transportes coletivos sao apertados sim mas eles sao assim pelo grande acumulo populacional, em sao paulo a cultura é do tamanho da poluição vemos teatro ar livre entre outros, cinemas sao sim forma de cultura em qualquer pais alem da cidade ser a 4 maior do mundo e ter a segunda maior frota de helicpteros, te amo São Paulo

  3. ptz mew são paulo é a melhor cidade do Brasil….naum a outro lugar no pais tão valorizado no Brasil como são paulo , é a mais rica , mais linda , mais charmosa…..sao paulo é tudo bom :D

  4. Esse site deve ser de carioca, né? ou deve ser de algum outro figura deste país. Pois é! O cara não tem o que falar e fala mal de São Paulo. Aliás, acho que a gente poderia se separar do Brasil e deixar todo o lixo do samba, carnaval, e as putas e travecos que o resto do Brasil mostra fora desse país e que faz com que as mulheres brasileiras quando cheguem lá foram, sejam comparadas ou tidas como putas, exatamente por virem de um país onde a principal cultura é mostrar a putaria do carnaval do Rio como sendo cultura.
    Nunca mais venha à São Paulo, e quando vier me avise para que eu possa lhe dar as devidas boas vindas.

  5. Felipe,

    caso você tenha lido os outros textos deste site, deve ter notado que falar mal de São Paulo não é meu esporte. Gente que eu amo nasceu lá, mora lá e/ou morou lá a vida toda. Seria injusto com essas pessoas fazer críticas injustas, irracionais e persistentes da cidade.

    O que me surpreende, no entanto, é que tão poucos paulistanos sejam capazes de fazer alguma autocrítica. Eu entendo a necessidade que um paulistano pode ter de, entre um e outro congestionamento, dizer a si mesmo que “apesar de tudo, São Paulo é um bom lugar para viver”. Mas não entendo a necessidade de dizer isso sempre, ignorando certas evidências contra as quais não há argumentos. E também não entendo quem, como você, queira matar o mensageiro.

  6. Nasci em São Paulo, uma cidade com pessoas de todos os lugares do mundo, repleta de gente medíocre, mau humorada, individualista, e invejosa.
    O trânsito é insuportável, as mulheres acham que são as donas das ruas, e são incapazes de uma gentileza.
    Os motoristas de onibus são uns cavalos que usam do tamanho do veículo para compensar as frustrações por terem um trabalho massante com um salário de merda.
    Normalmente são nordestinos, que caso tivessem “enrricado”, se tornariam pessoas prepotentes ao extremo, como seus conterrâneos de melhor sorte.
    Os motociclistas são uns alucinados inconsequentes, e todos os dias morre um ou dois.
    De resto, é um querendo passar por cima do outro, gente sem educação, sempre a beira de um ataque de nervos.
    O trânsito esta em colapso, perde-se muito tempo para se deslocar pela cidade.
    A poluição deixa tudo cinza, o ar, as construções, os pulmões, a vida.
    Os paulistanos, enfrentam tudo isso para conseguir bens materiais, querem o melhor carro, a melhor casa, querem ter mais que os outros, e são infelizes quando não conseguem, e também quando conseguem, pois nunca é o bastante.
    A elite paulista é de dar nojo, espremem ao máximo o salário dos seus empregados, para esbanjarem com coisas fúteis, são capazes de pagar 1000U$ por uma maldita garrafa de vinho, e salário mínimo para a cozinheira, que muitas vezes mija na comida que lhes servem.
    A praça da sé, o marco zero, é um show de horrores, um zoológico humano, uma salada bizarra.
    Devido a violência que tornou-se comum,
    até os pobres, gastam seu suado dinheirinho com segurança, investindo em portões com lanças, cacos de vidro sobre os muros, e criam cães que infernizam com seus insistentes latidos
    Os endinheirados, gastam fortunas com carros blindados, seguranças particular, e recheiam suas casas com aparatos de segurança por vezes inúteis.
    Na menor oportunidade, fogem da cidade, congestionando as estradas, e enchendo de gente o litoral, onde enfrentam fila até para comprar pão.
    Não vivo, vegeto!, isso é o que devia estar escrito no brasão dessa cidade que parece um pesadelo.
    Existem exceções, que as vezes me surpreendem, mas o normal é ser da maneira que relatei.
    Essa é uma megalópole surreal, onde pode-se encontrar exemplos de primeiro mundo, e de “quinto” mundo.
    Uma verdadeira fábrica de loucos, um grande hospício, que muitas vezes chega a ser até engraçado.

  7. Vendo dessa forma, São Paulo acaba sendo um lugar péssimo para se viver. É fácil enxergar apenas as coisas ruins que a cidade nos proporciona, porque é parte maior e mais evidente aos nossos olhos. Mas nós não podemos esquecer que existem lugares (bairros) ótimos pra morar, mesmo que poucos. Um exemplo – porque eu conheço bem – é Pinheiros e arredores. Não muito distante da caótica rua Teodoro Sampaio e avenida Rebouças, existem ruas residenciais, arborizadas. E é possível encontrar nessas ruas pássaros alegres, gatos preguiçosos e cães levando seus donos pra passear.

    Uma médica minha mora próxima de seu consultório, fazendo com que ela se desloque apenas caminhando. Talvez o único incoveniente seja em dias de chuva.

    Um bairro que tem tudo: mercado, feiras, lojas, barzinhos e estabelecimentos 24h.

    Talvez precise de algum meio de transporte para poder ir para um lugar mais longe, enfrentar trânsito, ônibus lotado e gente fedida, barulho, carros ultrapassando a sinalização e desrespeitando pedestres… mas vivendo num lugar como aquele que eu citei, acho q não vai ser todos os dias que se deve enfrentar, não??

    Quantas vezes, na hora do almoço do trabalho, fugimos dos camelôs, gente parada no meio da calçada sem saber pra onde vai, ônibus e carros poluindo as ruas, e entramos no miolinho do bairro para dar “oi” aos gatos e ouvir os pássaros cantando enquanto tomamos sorvete?

    São pequenas coisas que fazem diferença…

    Ps: não sei o que está acontecendo comigo, por comentar com frequência seu site. Deve ser saudade, né?? Te amo, Chris.

  8. Pois é Tamara, tem do primeiro ao “quinto” mundo apesar das ilhas, o conjunto da obra, é um pesadelo mesmo!
    Uma cidade que te suga a alma, te envenena lentamente, e que acaba por deixar teus nervos em frangalhos, você me parece nova, viva umas décadas nessa cidade, ai voce me fala. rs
    ;*

  9. São Paulo, vicia apesar de ser tudo aquilo que escrevi acima.
    Uma cidade que é um poço de contradições.
    Peça uma informação a um paulistano e terá, apesar do tempo apertado.
    Pense em qualquer coisa, e encontrará.
    Conheça o mundo, em uma cidade.
    Experimente todas as culinárias.
    Encontre diversão para todos os bolsos.
    Surpreenda-se sempre.
    Viver em São Paulo, uma experiência que desperta ódios e paixões, mas que nunca te deixará indiferente.

  10. Felipe disse:

    Olha Christian, quando eu escrevi o comentário aqui no seu Blog/Site e disse “Nunca mais venha à São Paulo, e quando vier me avise para que eu possa lhe dar as devidas boas vindas”, não significou qualquer ameaça a sua vida, mas sim uma expressão de muita raiva com o que você escreveu.

    Acredito que muitos dos que escreveram seus comentários, também conhecem pouco São Paulo. Eu faço o possível para conhecer mais a minha cidade e mesmo assim não tido êxito. Quando vier a São Paulo, vá ao Zoológico, vá ao bairro da Liberdade, vá ao Bom retiro, vá ao museu do Ipiranga, vá ao Planetário, a Serra da Cantareira, ao Horto Florestal, ao Mirante de Santana, à Pedra Branca, ao Ibirapuera, aos Teatros e cinemas da Avenida Paulista, à Vila Madalena, Ao Pico do Jaraguá com seus 1.135 metros de altura onde você pode fazer uma trilha maravilhosa, conhecer uma aldeia de índios e vislumbrar de um lado toda a cidade de São Paulo e do outro uma imensidão de mata atlântica de se perder a onde os olhos podem alcançar; Ainda assim, não devo ter colocado 1% dos lugares interessantes que você poderá conhecer aqui em São Paulo. Na minha última visita ao Pico do Jaraguá para fazer trilha e escalada nesse ano, dei de cara com um Teiú de 1,34mt, uma paca, e ainda tirei uma foto de um casal de gaviões pousados na antena mais alta do pico do Jaraguá.

    Só digo uma coisa, quem não está feliz morando aqui nessa cidade, que se mude para outro lugar, não fará falta e será menos um nessa minha cidade que está cheia de “poluição humana”. Quem fala mal dessa cidade não deve conhecê-la além da varanda do seu apartamento ou muro da sua casa.

    ***

    Felipe,

    eu conheço e freqüento muitos dos lugares que você acertadamente indicou. São ótimos lugares. Quando em São Paulo, eu não consigo viver sem os cinemas da região da Paulista e sem os acepipes da Liberdade. Acredite, parte do meu coração está lá — e em certa medida é paradoxal que outra parte de fato odeie essa cidade.

    O principal problema é que o encanto que esses lugares exercem sobre as pessoas não sobrevive à realidade simples e dura da metrópole. Por exemplo, tente ir a dois (02) desses lugares no mesmo dia — o trânsito não permite. Você simplesmente não vai conseguir chegar lá — a não ser que, paradoxalmente, tenha seu próprio carro e, assim, colabore mortalmente para que o trânsito fique ainda pior.

    Os prazeres e encantos da capital são numerosos. Os obstáculos para aproveitar esses prazeres e encantos também são.

  11. Não sou paulistano, nem paulista, mas adoro São Paulo.
    A cidade não é bonita como o Rio (que aliás, tem muitos lugares que não são nem um pouco bonitos), mas é bela sim senhor. A beleza tem que ser buscada, não é dada a olhos medíocres e simplistas.

    Se alguém acha Sampa ruim, vá morar em Brasília para ver o que é um fim de mundo com os mesmos problemas de todas capitais (gente arrogante, egoísta, ciade poluída, engarrafada, violenta e suja) mas sem as compensações (não tem vida cultural, não é diversa pois só tem funcionário público ou gente querendo ser, nivel educacional e cultural das pessoas baixíssimo pois só pensam em passar em concurso, trabalhar pouco e ganhar muito). Depois me contem os que reclamam de São paulo

  12. Eu amo a cidade de São Paulo, conheço algumas regiões do Brasil mas não tem nada comparado a cidade da garoa. Com muita diversidade como Hotéis, restaurantes, parques, clubes, empresas, grande centro financeiro, Museu da língua portuguesa, Pinacoteca, Planetário, Masp, Museu do Ipiranga e principalmente à Avenida Paulista, espécie de pulmão financeiro e social de São Paulo e muuuito mais!!!
    Sou paulistana amo a minha cidade e os incomodados que se mudem!!!!

    SÃO PAULO MEU PAÍS!!!!!

  13. Moro em sao Paulo a vida toda praticamente. Quem gosta de Sao Paulo gosta porque lhe ‘e familiar, porque conhece bem, porque creseceu aqui. Ninguem chega em Sao Paulo e ama a cidade. Gostamos desta cidade porque estamos acostumados com ela e todos seus aspectos positivos e negativos, mas que existem inumeras cidades com qualidade de vida infinitamente melhores pelo mundo e que fazem Sao Paulo parecer um cinzeiro cheio nao ha duvida.

  14. Olá Christian!
    Bem, parece que estamos juntos, olhando com um misto de estranheza e compaixão para quem vive em São Paulo.
    Aqueles que amam essa cidade deveriam parar, analisar e aceitar que o seu amor por ela é tudo menos isento. É um amor induzido pelo sentimento bairrista natural de quem lá nasceu (todos amamos as nossas cidades natais, por muito “estragadas” que elas estejam). Então, claro, o paulistano dificilmente será objetivo, sempre quererá fechar os olhos ao que é uma óbvia agressão à humanidade porque quase sempre olhará para ela com o amor de um filho. É óbvio que, para justificar seu sentimento e orgulho, vai tentar agarrar-se a coisas que não interessam a ninguém que não tem o coração na metrópole: a quantidade de helicópteros, a quantidade de carros blindados, a quantidade de ruas, semáforos, times de futebol, a quantidade de gente infeliz, a quantidade de pulmões contaminados, a quantidade de depressões… enfim, se os paulistanos se agarrarem à quantidade de teatros e cinemas que possuem estão pagando um preço alto demais pela cultura (e muito dela bem discutível).
    Então, compreendo esse amor à “terrinha”, mas se se esquecer essa carga subjetiva, temos que encarar os fatos: cidades como São Paulo, Cidade do México, Tóquio e tantas outras garantem uma vida desorientada, triste, desconectada, cinzenta aos seus habitantes… dos que partem para cidades dessas com sonhos, a esmagadora maioria afundou-se num pântano do qual tantas vezes já não sabe como sair (ou pensa que não consegue).
    Espero que algum dia a humanidade tenha condições para estipular que as maiores das suas cidades não ultrapassem 1 milhão de habitantes… aí ainda se conseguirá preservar algum equilíbrio e sanidade mental.
    A maior cidade do país de onde venho tem 1 milhão de habitantes, a segunda maior tem 500 mil; a terceira maior tem 100 mil… eu venho desta, e quando vivia lá, meus amigos, era tão bom saber que demorava 5 a 10 minutos para estar no meio da natureza em pontos que, se eu quisesse, não via uma única casa, nem alcatrão, nem cimento…
    São Paulo é um crime contra a humanidade… e ainda bem que alguém gosta dela, porque senão seriam 100% de pessoas infelizes e frustradas lá dentro… da maneira que as coisas são, pelo menos 50% deveriam sair de lá pela sua felicidade!
    Grande abraço!

  15. Vivo en Sao Paulo hace un año.

    São Paulo es una mierda.

    La peor ciudad en que vivi en mis 30 años.
    Vivi en Buenos Aires, Tokyo, Barcelona y Italia.

    Estoy aqui porque mi futura esposa es brasilera.
    Si no fuera por eso estaria afuera hace mucho tiempo.

    Ustedes, paulistanos, creen que es la mejor ciudad de latinoamerica. Pero nunca intentaron vivir en otro lado.
    Transporte, modales, educacion, eficacia… todo queda atras.

    Mujeres lindas? Forget about it! (Coxinha’s devorators!)

    Sao paulo, i hope you burn

  16. Tive a oportunidade de viver em São Paulo durante 6 meses. Fui à trabalho, por convite de um projeto que estive envolvido. Durante este tempo, fiquei hospedado em Pinheiros, uma área de intenso fervor, uma noite pulsante, enfim.

    A observação que ficou registrada e que me fez sintetizar sobre a vida de um paulistano foram os momentos de lazer. Sua diversão resume-se em comer e comprar. Talvez seja o povo brasileiro que mais se assemelhe a cultura do norte-americano.

    A capital de SP é realmente um Melting pot. Várias culturas em um só lugar. Mas no fundo, no fundo, pelo menos na minha visão, não passa de um centro comercial. Um lugar onde você, ganha dinheiro e reza para ir embora.

    Eu moro em Vitória-ES. Acho que eu só vivo em ilha… Vitória, Florianopolis, etc…

    Abraço!

  17. Concordo. Tenho essa impressão. As raras vezes em que não senti isso foi conversando com pessoas que realmente nasceram em São Paulo e cujos pais conheceram a São Paulo de 40, 50 anos atrás. Essas pessoas ainda têm na memória — por razões emocionais, principalmente — os temperos daquela época, mesmo quando não os viveram.

    Sinto que São Paulo só não desmontou de vez graças a essas pessoas. Infelizmente elas são minoria e o que prevalece é realmente a cidade-centro-comercial.

    Obrigado por seu comentário, Fernando.
    Abraço!

  18. Concordo, no essencial, com você, Christian. Acho que São Paulo (e isso vale para qualquer outra cidade que se tenha convertido num caos) só pode ter algum significado se o visitante puder visitar a casa de algumas pessoas. A realidade da rua é mesmo triste e brutal.

    O próprio sotaque da maioria dos habitantes da cidade tem mudado nesses últimos 20 anos. Ele tinha bastante influência dos dialetos italianos e, de modo meio envergonhado, da fala caipira: era, a sua maneira, bastante expressivo e – por que não? – pitoresco. Agora, ganha força um sotaque estranho, tornado meio homogêneo (e não sei por que meios) nos subúrbios, e que tem um tom que eu só poderia descrever como “ingenuamente revoltado”. É estranho.

  19. São Paulo tem problemas, muitos. E por que não teria sendo uma cidade das dimensões que é ? Existem cidades menores que possuem os mesmos problemas e até outros mais.
    Já morei no Rio e em Brasília e, agora, em Sampa. Se tivesse que escolher entre uma delas, São Paulo sem dúvida seria a escolhida.
    Gente arrogante e individualista, existe em todo lugar. Claro que em alguns mais que em outros. Mas quer saber das três onde tem mais gente arrogante ? Brasília, disparado. Se acham a aristocracia brasileira. Pessoas de lá já me disseram isso com todas as letras. So deveriam se lembrar que são mantidos com recursos de todo o país. Tire a capital de lá, e aquilo vira um deserto porque não tem como se manter. Brasília não produz nem cabo de vassoura, nem abridor de lata. Vive só das transferências constitucionais e recursos outros que a União generosamente arrecada em outros estados para lhe repassar. A ética pública e Brasília é ganhar muito, trabalhar pouco.Todo mundo que nasce lá tem o “ambicioso” projeto de vida de fazer concurso e viver às custa do Estado. Já fazem planos deste o primário: TCU, senado, assembléia distrital, locais conhecidos por pagar bem e exigir pouco trabalho.
    E o Rio ? Os cariocas se orgulham das belezas naturais de sua cidade. São muito arrogantes com isso. Quase como se os demais habitantes do país lhe devessem um favor.Bem, praias e montanhas são dados da natureza, não são construções humanas. Então, chego a conclusão que os cariocas se orgulham e são arrogantes por conta do que a natureza lhes deu de graça e não pela cidade que eles contruíram (cuja sociabilidade é sabidamente péssima). Não se orgulham, no fundo, por nada que realizaram. É baixa auto-estima disfarçada de arrogância!

  20. Christian caí no seu blog por acaso e como Paulistano que vive no nordeste poderia facilmente reclamar de muitaas e muitas coisas da cidade onde vivo, isso sempre é o mais facil para quem vem de outra cultura, mas daí eu no minimo estaria sendo mal educado….então gostaria de recomendar, o blog de uma catarinense que nao tem preguiça de procurar conhecer a cidade onde vive e de vive-la.
    SP nào é uma cidade aberta onde pessoa possa olhar para os lados e descobri-la em um relance, SP é como uma mina de ouro, tem que ser garimpada tunel a tunel, mas a recompensa para quem se dispõe a isso é maravilhosa, é um turbilhào de culturas, de massas populares de todo o pais e do mundo… shopping centers sào para quem procura o mais facil, nào o melhor.

    http://saopauloparainiciantes.blogspot.com

  21. Obrigado por seu comentário, Ivan.

    Concordo com o que você diz. Mas há alguns problemas:
    1) Há «ouro» em toda parte, em todas as cidades. Receio que em São Paulo haja menos, proporcionalmente.
    2) O «ouro» disponível em São Paulo está rodeado de toneladas de lama fétida. Não apenas a distância aumenta, como também o trabalho que se tem para limpar as jóias ainda disponíveis.

  22. São Paulo, te amo com todos os seus defeitos e virtudes,para mim não existe outra cidade melhor.Lá eu nasci e lá quero morrer.Por sua grandeza em receber a todos que te procuram,acaba recebendo gente demais e não consegue suprir suas necessidades.Paciência,quem não gosta pode retornar a sua cidade de origem, mas não precisa desqualificar minha cidade ou quem mora lá.É no minimo ingratidão.

  23. Sou de São pAulo e TIVE orgulho desta cidade até ao final dos anos 80. Depois isso realmente implodiu
    Coincidentemente a maior parte da “desgraça” paulista começou em 82 com a eleição de Franco Montoro que desmontou a segurança da cidade.
    E terminou tragicamente com a eleição da famigerada (pra não dizer maldita) Luiza Erundina, que prioritizou a miséria e sobrepassou aqueles que geram a renda da cidade.
    O centro foi transformada numa Bangladesh e as pichacões viraram cult.
    O que levou cerca de 450 anos para ser construida essa mulher arrasou como se fosse uma bomba de neutrons… Sobre os verdadeiros paulistas
    Conclusão: Acabou o romantismo do centro, os cinemas, bares dibversões e tudo que havia por lá. A atmosfera francesa da belle-epoque que sempre predominou na capitla foi substituida pelo cheiro da urina e de excrementos da emergente classe de dos “sem” terra, casa e vergonha na cara.
    Um exercito de pseudos cidadãoes descompromissados com a cidade se apoderou dela e ao som das maldita baladas sertanejas, substitui o som de teatros como o Paramount dos anos 60 e das canções de protesto e do verdadeiro debate político e social abafado pela revoção.
    Uma nação de bregas que usam celular para ouvir rock-´n-roll que não diz nada com nossa cultura ou com o desengaçado e horrivel barulho de um Bruno e Marrone ou Xitãozinho e algum outro sertanejo cretino de chapeu de vaqueiro.
    Com isso o centro acabou e foi criado o maldito polo da Itaim , Berrini e ma desgraçada Marginal Pinheiro

    Morra São Paulo, Maldita Cidade ODEIO Você MAldito seja o Padre Anchieta. Que esteja quiemando no fundo do inferno !!!
    Cidade Ilusão Voce acabou

  24. eu também odeio esta desgraça de cidade, só moro nesta merda porque a minha sogra está aguardando a desgraça do INSS liberar a aposentadoria que duram mais de 2 anos que ela está recorrendo à essa droga de Previdência, assim que isso resolver iremos embora desta merda para sempre… Me arrependendo amargamente de ter vindo pra essa cidade maravilhosa.

  25. Igor: ptz mew são paulo é a melhor cidade do Brasil….naum a outro lugar no pais tão valorizado no Brasil como são paulo , é a mais rica , mais linda , mais charmosa…..sao paulo é tudo bom :D

    Depois no Rio não é ;)

    (Detalhe: Não tenho nada contra SP)

  26. Heheheheheheheh, a Tamara quando se sente estressada vai a pinheiros ouvir os pássaros cantar. Aquela belíssima floresta rica em fauna e flora que é o bairro de Pinheiros desestressa qualquer um!
    Sou Paulistano nascido e criado mas odeio essa cidade. Se tivesse que escolher pra ser destruida São Paulo ou Rio de Janeiro, São Paulo ia pro buraco sem pena!
    Ser humano precisa de natureza! Hoje é feriado e não sobrou uma alma nessa porra. Se a cidade é tão boa porque isso? Porque ninguém fica aqui aproveitando suas maravilhas?

  27. Pra mim só existe uma explicação para eu estar habitando esta maldição de cidade, fui enviada do inferno para pagar meus pecados…São Paulo é um purgatório

  28. Em 2002….mudei de São Paulo e fui morar no sítio…..Pois bem de devido a outros fatores retornei para essa merda de cidade no ano de 2010 e me arrependo até o ultimo fio de cabelo …..agora estou planejando a jogada final, acredito que até o fim do ano…….estou indo fixar residência na praia
    litoral norte ( Ilha Bela, Boissucanga ou Guaecá ou até mesmo Caragua )……Nunca Mais volto pra terra do Kassab e do Geraldinho Alckimim

  29. Vou falar o que constatei. Há pouco mais de um ano cheguei em São Paulo vindo de uma cidade de 800.000 habitantes, planejada, com boa oferta de serviços de todos os tipos, índices de criminalidade incomparavelmente menores, limpa e em crescimento. Passeis os seis primeiros meses me deslocando de ônibus, trem e metrô. Um inferno indescritível, mas o pior é ver que as pessoas parecem zumbis, robôs autômatos, a maioria sem outra opção, e outras incrivelmente conformadas com aquele assassinato lento e em massa. Passei a dirigir nos últimos 10 meses e constatei amargamente que não dá para ter carro em São Paulo. Em uma noite de domingo não conseguia passar sequer a segunda marcha na Av. Rebouças e a cada vez que pisava no freio sentia que e a cidade me sufocava. O ato de dirigir que para mim sempre foi prazeroso tornou-se uma tortura. Tudo é longe, a indústria das multas está a solta, as fechadas são procedimento padrão assim como a pressa patológica do paulistano em pleno domingo. Brigas de trânsito a toda hora assim como acidentes. Não há vaga para estacionar e nem espaço para se deslocar. O trânsito fabrica loucos em massa.
    A maioria das pessoas é fechada preocupadas apenas em lucrar para poder consumir mais e exibir mais. São arrogantes, sempre prontas a dizer que São Paulo é a locomotiva do país mas se esquecem que os antigos barões do café usaram mão-de-obra semi-escrava dos italianos, japoneses e tantos outro imigrantes miseráveis para construir a cidade e nos últimos 40 anos os nordestinos é que são a “locomotiva” da cidade, pois sem eles a cidade não funciona.
    O custo de vida é em muitas situações mais alto do que em Nova York. Os “apertamentos” possuem preços injustificadamente e insanamente altos. Com o dinheiro daria para comprar casas muito boas em cidades de porte médio. Os rios Tietê e Pinheiros não são esgotos, são fossas a céu aberto cujo odor fétido dá vontade de vomitar. As tribos urbanas proliferam ingênua e desnecessariamente. Sem falar dos carecas nazistas. Pra quê isso? Não dá pra ser normal não ou é falta do que fazer? Seria total desestruturação da família devido uma vida enclausurada e artificial?
    Do comer e comprar – Shoppings muito bons existem em muitas outras cidades e já enjoei de ir a shoppings. O consumismo é usado pelo paulistano como uma espécie de terapia. Os restaurantes são excelentes. Já comi pratos franceses, gregos, japoneses, hindus, árabes mas percebo que a minha empolgação e curiosidade por pratos diferentes já está diminuindo muito já que não sou muito exigente com comida. Outras cidades oferecem comida muito boa também.
    Da cultura – visitei vários lugares como a pinacoteca, MASP, fui a exposição Corpus na oca do Ibirapuera e essa exposição foi excelente. Depois fui a uma orquestra sinfônica com o maestro Zubin Mehta que foi muito boa, mas visitei recentemente o parque e vi uma exposição na qual havia obras que se resumiam a papéis amassados dentro de caixas de papelão e outras que são estruturas de metal retorcido de significado incompreensível. Venho perdendo a empolgação por essas coisas à medida que a cidade me massacra. Pra quem não gosta de arte e “cultura” nem se fala. Relaxar no Parque Ibirapuera é meio difícil e esquisito. O local fica apinhado de pessoas e há engarrafamento de pessoas e ciclistas no domingo. Aquelas pessoas buscam desesperadamente o parque como refúgio. Dá pra notar no rosto delas. É difícil estacionar e a CET está lá prontinha para multar. Enfim acho que cidades muito grandes como São Paulo vão contra as leis da natureza, são nefastas para o ser humano e ultrapassaram todos os limites do consumismo, materialismo e da falta de qualidade de vida. Não é a toa que está chegando o fim dos tempos. Chegamos ao limite e devemos retornar à nossas origens, afinal quando nós morrermos não levaremos nenhum bem material conosco para o outro lado.

  30. Sou de BH/MG morei umas 3 vezes em Sao Paulo ,no maximo fiquei 6 meses,percebi que e uma cidade com muita cultura diferente,percebi tambem que e uma cidade poluida ,transito um caos , pessoas mal educadas.Mas tambem um local onde se tem tudo restaurantes sofisticados entre outros estabelecimentos .Na minha opniao nao e um lugar bom para morar, apenas para ganhar dinheiro .
    Odeio São Paulo !!!
    abrçs!

  31. depois que li uma boa parte desses comentarios cheguei a uma conclusao viva ao capitalismo que necessita aliena a sociedade para se manter vivo, gente procurem paz natureza e harmonia por isso tudo eu digo amo meu nordeste e naum troco por nada nesse mundo

  32. Não importa o que SP tem de bom. Sua poluição e a “feiura” da cidade ofusca o que quer que seja. Não gosto de SP, a pior cidade que já fui, até Buenos Aires gostei, mas SP não dá mesmo.

  33. Saí do interior de MG a dois anos, consegui um bom emprego graças aos meus estudos que estão sendo realizados aqui na capital! Não tenho pq está enfurecido com a cidade que está me proporcionando, se Deus quiser, um futuro brilhante!Por esses e outros fatos, eu AMO SP!Quem não tiver satisfeito, vaza – não critica pooh!

  34. Eu nascir em Salvador, mas é evidente que quanto mais uma cidade cidade cresce no pais em termos finaceiros ela se torna decadente em outras areas quando uma cidade cresce em economia como São Paulo vem crescendo nos ultimos anos é esquecida outras areas como transporte, Educação, Moradia e Emprego mas São Paulo realmente é uma grande cidade com um crescimento mega Economico chegando a ser uma das maiores do mundo, eu entendo a frustação de muitos com o clima de São Paulo, mas sabendo que não é só São Paulo que tem suas dificuldade há outras metropolés com o mesmo problema ex: Rio de Janeiro, Salvador,Belo Horizonte entre outras… por isso pra quem gosta de calma e tranquilidade como eu recomendo a fulga pra uma cidade menor é o ideal com certeza você tem menos aperto de ônibus e menos sujeira como nas grandes capitais as pessoas procuram fazer do local onde vivem pelo menos um lugar mais tranquilo de viver e viver de mau humor é que não dar neh de que adianta botar a culpa no governo e nas pessoas se você não fizer sua parte… é só para e pensar.

  35. Poucos conhecem os grandes centros comerciais e financeiros do Mundo… Muitos olham para a janela do vizinho e se esquecem de limpar as próprias vidraças, muitos falam de São Paulo por modinha, não vejo nenhuma diferença de nada disso para as outras grandes cidades, inclusive, pequenas cidades do interior e litoral em vários Estados tem sido palco de grandes barbáries, grandes desvios públicos, de crimes horrendos e de pessoas vingativas, basta se informar para ver. A única diferença é o concreto e a poluição, pois, no resto, nós Brasileiros somos todos iguais!!!!!

  36. CHRISTIAN…………………ESTOU COM VOCÊ UMA MILHÃO DE VEZES E NÃO ABRO…………ASSINO EMBAIXO COM UM MILHÃO DE CANETAS…………O APOIO CONTRA ESTA VERGONHA DA HUMANIDADE…………..

    FELIPE……

    EU NASCI E CONHEÇO BEM SÃO PAULO, ALIAS CONHEÇO BEM OS LUGARES QUE DISSE ACIMA E O ÚNICO QUE POSSO DESTACAR COMO REALMENTE BOM É O ZOOLÓGICO O RESTANTE SE POEM EM UMA LATA DE LIXO E SE TACA FOGO, MAS ZOOLÓGICO TEMOS EM QUALQUER OUTRA CIDADE MELHOR QUE ESTE LIXO.
    VOCÊ DIZ QUE SÓ CRITICA ESTA PORCARIA QUEM NÃO CONHECE, POIS BEM TENHO 30 ANOS E VIVO AQUI DESDE QUE NASCI ENTÃO EU CONHEÇO E CRITICO COM PROPRIEDADE. SÃO PAULO É UMA SOMARIA DE NOJEIRA, UMA CIDADE QUE TA CAUSA DOENÇA E DA PIOR ESPÉCIE, A DOENÇA PISCOLOGICA E SABE PORQUE?? PORQUE, VOCÊ PASSA HORAS EM UM TRANSITO ENLOQUECEDOR DESRESPEITADOR A VIDA HUMANA ONDE MOTOQUEIROS TE TRATAM COMO UM VERME QUE ATRAPALHA A PASSAGEM DELES, ALIAS A MAIORIA DELES SÃO BANDIDOS.
    ESTA É UMA CIDADE ONDE QUALIDADE DE VIDA É BEM MENOS DE 100 NEM ZERO É É MENOS QUE ZERO, PORQUE ALEM DE HORAS NO TRANSITO COM SEU CARRO VOCÊ AINDA PODE SER ASSALTADO EM UM FAROL, RUAS ESBURACADAS, ESCOLAS DE PÉSSIMA QUALIDADE, UMA CIDADE QUE CONSEGUE SER RIDICULA, COM ASSIDENTES, UM LUGAR ONDE VOCÊ PASSA MAL TODOS OS DIAS POR CONTA DA MALDITA POLUIÇÃO. UMA BOSTA DE CIDADE QUE CONSEGUE ACABAR COM A VIDA DE PESSOAS SIMPLES QUE DEIXAM SUAS TERRAS PARA TENTAR A VIDA EM UM LIXO DE TERRA QUE SUGA A VIDA DAS PESSOAS E COMO RECEPÇÃO LHES DA A VIDA DE MENDINGO.
    AI VOCÊ DIZ, QUEM NÃO ESTA CONTENTE AQUI QUE SE MUDE PARA OUTRO LUGAR, JURO PARA VOCÊ QUE SE FOSSE POR MIM ESTAVA A ANUS LUZ DE DISTANCIA DESSA PORCARIA, MAS INFELIZZZZZZZZZZZZZMENTE NÃO POSSO PELOS LAÇOS FAMILIARES QUE AINDA ME PRENDEM AQUI, MAS JA ESTOU TRABALHANDO PARA TRASNPOR TODO MUNDO PARA UM VERDADEIRO PARAISO BEM LONGE DESSA PORCARIA QUE DEVERIA SER IMPLODIDA E DEIXAR DE EXISTIR DO MAPA DO MUNDO E AI NUNCAAAAAAAAAAAAAAA MAIS TERIAMOS ESTA MERDA DO INFERNO…………DA HUMANIDADE.

    ODEIOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO SÃO PAULOOOOOOOOOOOO.

  37. Acredite, você não é o único que ODEIA de corpo e alma essa Lixo City… Tenho ENGULHO ao saber que preciso ir pra lá em qualquer ocasião… Pior mesmo é a Zona Leste, lugar ruim do caramba… Espero nunca ter que colocar meus pés nesse lugar!

  38. Morei em São Paulo por cinco anos e gostaria de externar o porque de eu não gostar da cidade, não vou chegar ao ponto de dizer que odiei, mais não é minha preferência, não é mesmo, sou militar e posso dizer que conheço bem o Brasil, e percebi que todas as cidades tem suas coisas boas e ruins, só que as coisas boas de São Paulo não consegui aproveitar porque eram caríssimas. (ex: Guarujá, Campos do Jordão, Barretos, entre outros). O divertimento é caro. Vou descrever em tópicos o que senti falta em sampa.
    1-praia
    2-verde (bosques, lagoa, mirantes)
    3- calor (odeio o frio)
    4-bom transporte público e regular (não que outras cidades não sejam ruins, mais São Paulo abusa e final de semana é de 1 e 1 hora)
    5- encontrar vias livres(aqui tem trânsito até se vc sair meia-noite)
    6-ar puro
    7-pessoas alegres e sem depressão
    8-barzinhos a beira mar (aqueles que vc vai de chinelo)
    9-pessoas usando vestuário praiano (bermuda florida, camiseta, chinelo)
    10-ruas arborizadas

  39. Eu sou paulistana,e digo ;Estou de saco cheio de sp.Nao aguento mais pegar esse metro “surreal”lotaderrimo!so piora a cada dia!!a qualquer hora do dia e lotado!!Vc vai num shopping,nao consegue se locomover,um te empurra de um lado outro de outro,enfim,ta um merda!Quem vai dizer q estou mentindo???Meu sonho é passar num concurso publico e morar em outro Lugar,interior de sp, minas ou Parana.Quero sair desse inferno em q nasci onde nao se pode ter espaco para viver!um lugar com muitas quebradas horrorozas cheias de favelas!pessoas q caem na linha do metro etc ..Muita gente ignorante! natureza nao tem!ESSA E SP,nao queiram mentir…

  40. descrever em tópicos o que senti falta em sampa.
    1-praia (PRAIA HOJE EM DIA SÓ TEM TROMBADINHA)
    2-verde (bosques, lagoa, mirantes) – VAI PRA AMAZONIA LA SÓ TEM MATO – SP É O INVERSO DO VERDE É O CINZA
    3- calor (odeio o frio) – SIM OS 40 GRAUS DO RJ QUE SÃO MARAVILHOSOS
    4-bom transporte público e regular (não que outras cidades não sejam ruins, mais São Paulo abusa e final de semana é de 1 e 1 hora) – PRO TAMANHO DA CIDADE UMA HORA É MUITO MAS OS ONIBUS DEVEM RODAR MUITO TAMBEM
    5- encontrar vias livres(aqui tem trânsito até se vc sair meia-noite) – ÓBVIO DEZENAS DE MILHÕES ESPREMIDOS QUERIAM TER UM PIB DE 2 TRI CONSEGUIRAM AGORA AGUENTEM O ONUS
    6-ar puro – COM DEZENAS DE MI SOLTANDO FUMAÇA DE VEICULOS NUMA AREA PEQUENA CONCOMITANTEMENTE?
    7-pessoas alegres e sem depressão – CREDO SE VC CHAMA AQUELES MAL EDUCADOS QUE FALAM BERRANDO DO NE E RJ DE ALEGRIA AO INVÉS DE MAL EDUCAÇÃO PODE FICAR PRA VC
    8-barzinhos a beira mar (aqueles que vc vai de chinelo) – ISSO É NORTHESTIAN WAY OF LIFE SP VIVE OUTRO ESTILO DE VIDA MAIS COMPLEXO COM AR CONDICIONADO LUZ FRIA PESSOAS INDO PRA LA E PRA CA CAOTICAS (ALIAS ESSA DE IR DESARRUMADO E ATÉ SEM CAMISA PELOS LUGARES ATÉ O CENTRO SÓ VI EM FOTOS DO RJ NEM NA ZONA SEMI EQUATORIAL DECAIRAM TANTO – ATÉ EM VELORIO MULHER COM DECOTE RIDICULO PARECIA QUE TAVA NUM PUTEIRO AO INVES DE RESPEITAR A MEMORIA DO DEFUNTO NA ULTIMA VEZ DE PRESTAR HOMENAGEM)
    9-pessoas usando vestuário praiano (bermuda florida, camiseta, chinelo) – TOTALMENTE DESELEGANTE PODE SER CONFORTAVEL NO CALOR MAS PARA ALGO MAIS COMPLEXO DE AMBIENTES FECHADOS COM AR CONDICIONADO É OUTRO PLANETA POR ISSO MESMO QUEM QUER VIVER ALEM DE POUSADINHA A BEIRA MAR E SER UM GRANDE EXECUTIVO FAZ CARREIRA NO SP WAY OF LIFE
    10-ruas arborizadas – PRA QUE ARVORES SE EM SP AS PESSOAS VIVEM DENTRO DE ESCRITORIOS COM LUZ FRIA?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s