Esmola

Brasil:
não dê esmola

*

Canadá:

change homeless

.
Originais das imagens aqui e aqui (este merece várias visitas).

Anúncios

4 comentários sobre “Esmola

  1. A diferença entre as duas, é que brasileiro é vagabundo por natureza.

    Tem gente que recorre a mendigagem, pra tomar aquela “branquinha” na esquina…
    Enfim…

  2. Como diz o Olavo de Carvalho, pois que o mendigo vá beber pinga. É mais sensato dar dinheiro diretamente às pessoas e deixar-lhes à vontade para gastar como quiserem do que dar às entidades, pois de lá o dinheiro nunca sairá.

    Você dá dinheiro porque quer e porque o sujeito pediu ou porque pretende comprar a liberdade dele? Uma vez doado o dinheiro, que diferença faz a forma como ele será usado? — são questões simples mas importantes no que diz respeito à mendicância e à caridade.

    A filantropia deveria visar antes a liberdade e a responsabilidade do que a «justiça social». Noutras palavras, a filantropia deveria ser caridade genuína.

  3. Eu acredito que o caminho é não dar. Ou dê. Não importa.

    O que importa é que é uma escolha estritamente pessoal, não algo que possa vir de fora para dentro, como propõem as campanhas anti-esmola ou pró-esmola ou assistencialistas etc. Manter-se atento ao que acontece ao redor, inclusive no que diz respeito à mendicância, é sempre bom.

    Quando tiver paciência, leia isto (se já não leu):
    http://gropius.org/2006/03/28/a-funcao-social-dos-mendigos/
    e principalmente isto:
    http://gropius.org/2005/01/08/pobreza-e-grossura/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s