Solve et coagula

cafe com leite

— Em países civilizados, «raça» é assunto apenas para médicos veterinários e comentaristas esportivos.

— A eliminação do conceito de raça, principalmente na concessão de benefícios sociais, é a única coisa capaz de impedir o racismo como aquele que atingiu os negros.

— É impossível corrigir «distorções históricas» reafirmando os princípios que os originaram. «Trocar o sinal» do racismo, mantendo a raça como critério para o que quer que seja, não elimina o racismo, apenas o estimula.

Estes três itens são tão óbvios, mas tão óbvios, que não é possível imaginar que os defensores das políticas de cotas raciais os desconheçam ou os ignorem. E se os conhecem — como imagino que os conheçam — podemos deduzir que a perpetuação do racismo e o uso da política de cotas para esse fim são caso pensado.

.

link da imagem

Anúncios

4 comentários sobre “Solve et coagula

  1. posto desta forma, os samaritanos das cotas entram no mesmo balaio dos partidários da caridade, o que, ora, é bem correto. ambos se embasam em argumentos furados, e, por suas ações, estimulam o que deveria ser suprimido do planeta, a saber, o racismo e a pobreza.

  2. Entendo o ponto, mas as semelhanças param por aí, dado que pobreza e racismo são coisas bem diferentes, com causas e efeitos diferentes.

    A «agenda» deveria consistir na ação direta e não-ideológica, no reconhecimento de indivíduos reais que passam por problemas reais facilmente constatados por testemunhas reais dispostas a agir realmente.

    Quando a realidade é substituída por políticas, por entidades, grupos, associações, pessoas que vestem gravatas e que vão para a TV falar em tom grave em defesa deste ou daquele grupo do qual elas participam apenas pela conveniência de oferecer entrevistas, é porque as coisas já ultrapassaram aquele limite em que ainda há chances de retorno.

  3. O terceiro ponto é fundamental para entender a falta de bom senso do argumento pró-cotas. Lembrou-me disto:

    Lênin, quando fôra criticado por assumir posições extremistas e radicais, respondeu aos acusadores da seguinte maneira: “Quando a vara está torta, ela fica curva de um lado e se se você quiser endireitá-la, não basta colocá-la na posição correta. É preciso curvá-la para o lado oposto”.

    ( fonte: http://somostodosum.ig.com.br/clube/artigos.asp?id=09900 )

  4. Pingback: PARA LER&MEDITAR

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s