A falácia das conquistas sociais

Queda da pobreza extrema

— De 1994 a 2002 (FHC), a taxa de extrema pobreza caiu um total de 6,28%, com uma variação de -30,98%.
— De 2002 a 2009 (Lula), a taxa de extrema pobreza caiu um total de 6,71%, com uma variação de -47,96%.

Queda da pobreza

— De 1994 a 2002 (FHC), a taxa de pobreza caiu um total de 8,58%, com uma variação de -19,96%.
— De 2002 a 2009 (Lula), a taxa de pobreza caiu um total de 12,98%, com uma variação de -37,73%.

Dívida pública federal

— Ao final do governo FHC (12/2002): R$ 560.828.810.000,00
— Ao final do governo Lula (10/2010): R$ 985.808.530.000,00

Números oficiais colhidos aqui.

Prefere ligar os pontos? (clica na imagem para ampliar)

Anúncios

2 comentários sobre “A falácia das conquistas sociais

  1. Acho que o que falta para vocês é a percepção da realidadede palpável, aquela do chão de fábrica onde trabalham 70% da população. Dados da empresa onde trabalho, aqui em Santa Catarina. Número de funcionários que adquiriram casa própria: FHC: 1 / LULA: 18. Numero de funcionários que adquiriram veiculo próprio. FHC: 3. LULA:: 24. Nº de funcionários que ingressaram na universidade. FHC: zero / Lula: 9. Nº de escolas feserais construídas em SC. FHC: 4 / Lula: mais de 20, não tenho o número exato.. Não pretendo entrar numa discussão ideológica, mas aquilo que se sente aqui na base da pirâmide é muito diferente daquilo que vocês veêm das posições mais elevadas. Eu mesmo me incluo no benefício da casa própria e de ter entrado numa faculdade. No demais, os 5 ritos tibetanos são tudo de bom. Até mais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s