Sêneca, Da glória

    A glória é a sombra da virtude e a acompanhará sempre, mesmo que ela não queira. Mas como a sombra ora precede, ora segue os corpos, assim a gloria por vezes se mostra visível diante de nós, por outras vem por trás de nós; e é tanto maior quanto mais tarde chega, uma vez desaparecida a inveja. Por quanto tempo Demócrito foi tomado por louco! Com quantas penas afligiu-se Sócrates! Por quanto tempo os concidadãos ignoraram Catão! Rechaçaram-no e não o compreenderam senão depois que o haviam perdido. Se Rutílio não tivesse sofrido a condenação injusta, sua honestidade e sua virtude teriam permanecido escondidas: estas brilharam no ultraje. Não teria sido grato à sua sorte, abraçando o exílio? Falo daqueles que se tornaram famosos graças ao destino, enquanto eram perseguidos por ele; mas quantos não tiveram o reconhecimento de seus méritos apenas depois de mortos? Quantos não são os que a fama retirou de um longo esquecimento?

    Nenhuma virtude permanece escondida por muito tempo, nem lhe provoca nenhum dano ter sido escondida: chegará o dia em que será revelada, saindo do olvido para o qual havia sido banida pela inveja dos contemporâneos. Aquele que pensa nos homens da sua geração não viverá para os pósteros. Seguir-se-ão milhares e milhares de anos, milhares e milhares de homens: é para estes que se deve olhar. Ainda que a inveja imponha a todos os teus contemporâneos o silêncio sobre ti, virão os pósteros para julgar-te com o espírito sereno, sem aversão nem simpatia. Se da fama provém algum prêmio para a virtude, nem mesmo este estará perdido. Não nos tocará — é verdade — aquilo que os pósteros dirão de nós; todavia, não cessarão de honrar-nos, mesmo que não possamos ouvi-los. A cada um de nós a virtude dará sua recompensa, seja em vida, seja depois da morte, contanto que a sigamos com sinceridade, sem nos servirmos dela como ornamento exterior, mas permanecendo sempre os mesmos, quer porque sabemos que somos observados, quer sendo surpreendidos. A simulação não nos favorece. Um rosto embelezado só faz efeito para poucos. A verdade é sempre a mesma em todas as partes. As falsas aparências não possuem nenhuma consistência: através do véu sutil da mentira, aos olhos de um observador atento, transparece a verdade.

Sêneca, Cartas a Lucílio, IX, 79, 13.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s