À beira do abismo

4269788740

Há pelo menos duas décadas este é o problema brasileiro mais sério, mais urgente e mais importante. Mas isto não impediu que você dedicasse o seu tempo a outras coisas, tais como:

— O preço da passagem de ônibus, mesmo que você sempre vá pra balada de Audi.
— «A corrupção», assim, genericamente, sem citar nomes, porque não há nada pior do que desvios de caráter andando soltos por aí sozinhos.
— Cotas raciais e outras políticas racistas, pois não há nada mais necesssário num país essencialmente mestiço.
— Mais espaço para as bicicletas, porque é como pessoas inteligentes costumam se deslocar sob chuva, de madrugada, para levar o filho no pronto socorro.
— Marcha das Vadias, porque não existe nada mais cruel do que casar, vestir-se com sobriedade e lavar louça.
— «O gigante acordou», mas foi só pra dar uma mijada, ok?
— Os estádios da Copa, que você vai esquecer quando vir a lindeza toda que é aquela obra do Calatrava no Rio, para as Olimpíadas.
— Homofobia, porque tudo que os cristãos querem é matar gays, certeza absoluta.
— Biografias não-autorizadas de cantores, essa classe de profissionais que sempre fez muito pelo país.
— Beijaço e outras performances retardadas para perturbar pastor, porque essa sempre foi a melhor forma de dialogar com pessoas que pensam diferente de você.
— Resgate de cachorros, porque você manja muito de ciência e porque ser humano é mesmo uma raça maldita.
— Palmeiras de volta à série A, e você nem palmeirense é.
— Algum programa de TV aí, qualquer um, até mesmo os «de opinião».
— A pujança da economia brasileira, que vai garantir Bolsa Família inclusive para CEOs.

Você não apenas dedica tempo a essas coisas, você também gasta dinheiro bolando e adquirindo meios para lidar com o problema da violência, sem se importar muito com a própria ignorância a respeito desse assunto, com o fato de que há muito tempo você está vivendo sob toque de recolher, como aquele personagem de Will Smith em «I am legend», e com a sorte que é não fazer parte da estatística macabra apontada no link que abre este texto.

Eu não sei de você, gostaria de saber. De minha parte, recomendo o seguinte:

1) Reze.
Falo sério. «Use os meios mundanos como se não existissem os divinos; use os meios divinos como se não existissem os mundanos» — Baltasar Gracián. É claro que uma nação que vive sob as trevas de 50 mil homicídios todos os anos só não implode de vez porque existem forças superiores atuando e porque ainda restam pessoas sérias e com fé, mesmo que o cenário no Brasil seja de espiritualidade New Age mesclada ao ateísmo materialista.

2) Arme-se.
Primeiro, porque sua defesa e de sua família é sua responsabilidade. Segundo, porque há tempos o governo brasileiro tem se esforçado muito para desarmar a população civil e nada para desarmar criminosos, criando o pior tipo de desigualdade que existe: aquele em que pessoas de bem ficam cada vez mais vulneráveis num ambiente em que os maus estão cada vez mais armados. Terceiro, porque possuir uma arma ainda é possível (o porte é proibido, mas a posse em casa ou no trabalho é permitida).

3) Preserve o senso das proporções.
Não existe nada mais sério, urgente e importante do que o problema da violência. Se você não estiver vivo amanhã, não haverá sequer a possibilidade de perder tempo com um daqueles itens que indiquei no início.

4) Entenda o que está acontecendo.
Não seja como aquele blogueiro que acha que as pessoas escolhem o caminho do crime porque são pobres. O atual estado de coisas não pode ser explicado por diferenças sócio-econômicas. A raiz é mais profunda e ampla. Ou você acha que é simples coincidência o Brasil ser um dos países mais violentos do mundo e também apresentar os piores índices de educação básica?

5) Vote direito.
Jamais vote no PT. Repito: JAMAIS VOTE NO PT. No que diz respeito aos índices de violência, o país está à beira do abismo faz tempo; há 11 anos o PT governa o Brasil e o problema da violência piorou. O PT é histórico parceiro de ditadores e dos principais grupos de narcoterroristas do continente. Essa ligação deixa claro o desinteresse do PT em interferir seriamente no problema da violência, boa parte dele ligada ao narcotráfico. Ademais, enquanto as estatísticas de violência indicam um quadro cada vez pior, as prioridades do PT continuam sendo a dissolução dos valores familiares, o aumento da máquina governamental e a permanência no poder.

6) Conheça sua cidade e conheça seus vizinhos.
A atmosfera de medo esvazia as cidades, que assim se tornam o cenário ideal para todo tipo de crime. Mas as cidades foram feitas para pessoas que querem trabalhar e levar suas vidas adiante, normalmente, não para criminosos.

Anúncios

12 comentários sobre “À beira do abismo

  1. “Amigo”, tenho acompanhado seus textos neste blog e no facebook, porque me diverte ver alguem que nao consegue pensar por si proprio tentando convencer alguens de algumas coisas.

    Dai eu me peguei pensando se eu simplesmente te achava tonto por voce ter opinioes diferentes das minhas. Como fiz pra resolver isso? Comecei a puxar pela memoria, depois simplesmente comparando o resultado de diversas diarreias mentais suas, e encontrei diversas, diversas contradicoes no que voce diz.

    Exemplinho singelo (avise-me se quiser ver os demais, tenho algo como 3 ou 4 pra compartilhar contigo): no texto deste post voce odeia bicicletas e ama carros. Ja neste aqui, voce inverte as bolas: https://christianrocha.wordpress.com/2006/03/16/cinco-ideias-para-uma-cidade-melhor/

    Provavelmente voce nao vai publicar o comentario, e nao importa. Somente te rogo que comece a ter personalidade, mas de verdade. Pense por si proprio e tire suas conclusoes. Isso vai evitar inumeras incoerencias nas suas “opinioes” (entre aspas porque… bom, voce sabe porque, eu acho).

    Um abraco.

  2. Christian, há tempos que não venho te ver. De lá pra cá me tornei pai, passeia ter uma horta, cultivei o silêncio que um texto seu me suscitou, viajei para a China, comecei a descansar a minha máquina quando viajo e ver as cidades de um outro jeito.

    Muito disso foi influência de textos seus, antigos, muito antigos. Encontrei você por acaso, reencontrei do mesmo modo.

    Que bom encontrar você por aqui.

  3. Estamos numa guerra não declarada e prestes a terminar muito mal para nós. Se puder nos ajude, informando-se, pesquisando e divulgando os resultados. Nossa ignorância do que está acontecendo é a maior aliada dos psicopatas no poder, nos torna idiotas úteis e massa de manobra fácil nas mãos deles. É assim que eles fazem as revoluções “populares”, enganando e manipulando o povo ignorante.

    No momento posso detectar 4 perigos iminentes:
    1- o Marco Civil da Internet, está para ser votado amanhã ou depois:
    VÍDEOS: http://conspiratio3.blogspot.com.br/2014/03/nao-ao-marco-civil-da-internet-links.html

    2- GREVE da polícia desencadeando conflitos bem semelhantes ao que ARMARAM na Argentina, final do ano passado, com crise de abastecimento de água e luz, saques, criminalidade á solta, ataques á propriedade privada e ao estado de direito: 19/12/2013:
    RELATO DA REALIDADE ARGENTINA E AS RELAÇÕES COM O BRASIL

    3- PEC 57 DESMILITARIZAÇÃO da PM, que passa o controle de um exército de 500 mil homens para as mãos do PT, e está associada com o problema anterior, de algum modo. Ainda não tive tempo de verificar.
    http://conspiratio3.blogspot.com.br/2014/04/a-pec-51-do-pt-e-instauracao-do.html

    4 – REFORMA POLÍTICA nas mãos das raposas petistas:

    A EXPLICAÇÃO DE OLAVO DE CARVALHO PARA ISSO

    BRASIL:
    Parte 1 – http://youtu.be/623dy7hKJos
    Parte 2 – http://youtu.be/ChJ14BSkOxs
    Parte 3 -http://youtu.be/8rY8hIjVth4 

    MUNDO:
    NOVA ORDEM MUNDIAL ESTÁ POR TRÁS DE MOVIMENTOS SOCIAIS – OLAVO DE CARVALHO

    Olavo de Carvalho está na http://radiovox.org/ 20:00hs

    Eu apoio impeachment da presidente Dilma
    http://www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=BR70889

  4. Não ha como dialogar com falsos “intelectuais” e senhores de um pensamento só. Partidarizar os problemas do Brasil é argumento de quem, por óbvio, não quer entender ou compreender o que realmente é e como de verdade estamos. Converse com uma criança da quarta série do primário que ela explicará com maestria quão vazio e inconsistente é o Olavo de Carvalho fora as mil mentiras que ele conta e vira verdade para o despercebidos.

  5. Sempre serei favorável a que os diferentes modais tenham espaço para circulação — pedestre, bicicleta, automóvel, coletivos etc. Naturalmente, para os modais que possuem pouco espaço é necessário criá-los e em muitos casos isso é feito retirando o espaço de outros modais. Por esse motivo, é obviamente necessário planejar essas modificações.

    O caso da cidade de São Paulo — bastante polêmico e amplamente discutido em redes sociais e mídia em geral — é um exemplo de falta de planejamento na criação e construção de ciclovias e ciclofaixas. Difícil ser a favor do que tem sido feito por lá.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s