Teses

astronaut

— “Prefiro que vocês morram a perder meu emprego” é a frase que resume todos os problemas ambientais que surgiram até hoje.

— Não apenas acredito em alienígenas como acho que eles viveram aqui antes de nós. Este mundo só pode ser de segunda mão.

— Acredite: as grandes cidades são assim porque deram certo.

— Coleta seletiva, essa incompreendida: o melhor benefício da coleta seletiva não é a reciclagem, mas a possibilidade de devolver para os fabricantes o lixo que eles produziram.

— O segredo da indústria automobilística está no êxito em cristalizar a idéia de que carros são bens duráveis e, no entanto, fabricá-los como artigos totalmente descartáveis.

— Lembre-se: seus avós viviam com muito menos. E, mesmo que já estejam descansando em paz, mesmo que você dure 200 anos, terão vivido mais do que você.

Enlouquecimento global

green grass car
Movido a adubo. O carro ideal para combater o aquecimento global.

Dizem que uma das melhores formas de prever o futuro é estudar o passado. Se você sabe como e por que certos fenômenos aconteceram e acontecem, você terá condições de fazer algo para que o futuro tome o rumo mais desejado. Isso não lhe dá garantias de que o futuro realmente seguirá na direção planejada, incerteza que oscila em função do fenômeno que se estuda e da forma como ele é estudado. Continuar lendo

O segredo de Walden

Thoreau parece deslumbrante nas páginas de Walden porque fez algo que, hoje, ninguém é capaz de fazer — por absoluta falta de cojones. Ele largou tudo, embrenhou-se no meio do mato e viveu por dois anos uma vida solitária, de trabalho braçal, caça e pesca.

O que parece ter sido o primeiro manifesto hippie de que se tem notícia foi na verdade o oposto da covardia urbanóide de que o mundo é feito atualmente — na qual se apóiam os restos do movimento hippie (v. av. Paulista aos domingos).

Todo o ambientalismo — inclusive o de Thoreau — poderia ser bem explicado com uma expressão que lhe é oposta: a segurança do artifício.

Schopenhauer já havia alertado para a facilidade com que o homem cria mundos artificiais que lhe dão segurança e conforto. Thoreau apenas colocou isso de forma mais crua e clara. O homem cria espaços e expulsa a natureza deles por covardia e egoísmo, por não gostar de mosquitos, por ter medo de cobras, por achar que o mato é feio e o mangue malcheiroso.

O ambientalismo será bem-sucedido quando todos os ambientalistas fizerem aquilo que Thoreau fez e demonstrarem, dessa forma, que a natureza não é só matéria-prima para pacote turístico e para a National Geographic. Em outras palavras, o ambientalismo terá sucesso depois que se livrar do lixo mercadológico e ideológico que acumulou nos últimos 30 anos.

Urbanismo descalço

smalltown.jpg

Christian Rocha
O Expressionista
Março de 2002

“A metrópole, na sua fase final de desenvolvimento, torna-se um artifício coletivo para fazer funcionar esse sistema irracional e para dar aqueles que são na realidade suas vítimas a ilusão do poder, riquezas e felicidades, de se encontrarem no próprio pináculo do desenvolvimento humano. Mas, na realidade, suas vidas acham-se constantemente em perigo, sua riqueza é insípida e efêmera. Seu lazer sensacionalmente monótono e sua patética felicidade maculada por constantes e justificadas antecipações de violência e morte súbita.” — Lewis Mumford

Continuar lendo