O fundamentalismo da imprensa

camisa de força
Eu sabia que essa imagem seria útil um dia…

Então, né, todo mundo revoltadinho porque o arcebispo excomungou os médicos que fizeram o aborto na menina. Donde a surpresa? Queriam que o arcebispo fizesse sinal de jóinha para eles? Aborto é aborto, sem nuances, sem talvez ou discussão. A regra é clara: fez, tá fora da Igreja, seu projeto de cristão.

Acusar o arcebispo de fundamentalismo — entre outras coisas piores — é fácil pacas. Difícil mesmo é a imprensa admitir o fundamentalismo de sua própria reação.

Na prática a excomunhão impede que o excomungado receba alguns sacramentos da Igreja: batismo, comunhão, crisma e casamento. Ele não terá a porta de sua casa caiada; não terá um emblema costurado em sua roupa; não será alvo de piadinhas na rua; não será vítima de homens-bomba; não será atacado por uma praga de gafanhotos. Por que a histeria? Essa turma realmente se importa com batismo, comunhão, crisma e casamento? Me poupem.

Anúncios