A falácia das conquistas sociais

Queda da pobreza extrema

— De 1994 a 2002 (FHC), a taxa de extrema pobreza caiu um total de 6,28%, com uma variação de -30,98%.
— De 2002 a 2009 (Lula), a taxa de extrema pobreza caiu um total de 6,71%, com uma variação de -47,96%.

Queda da pobreza

— De 1994 a 2002 (FHC), a taxa de pobreza caiu um total de 8,58%, com uma variação de -19,96%.
— De 2002 a 2009 (Lula), a taxa de pobreza caiu um total de 12,98%, com uma variação de -37,73%.

Dívida pública federal

— Ao final do governo FHC (12/2002): R$ 560.828.810.000,00
— Ao final do governo Lula (10/2010): R$ 985.808.530.000,00

Números oficiais colhidos aqui.

Prefere ligar os pontos? (clica na imagem para ampliar)

Anúncios

O petismo (versão sem cortes)

petista dançando

Um dos problemas mais sérios da política brasileira se chama militância. O PT sempre a teve. Seus opositores mal sabem o que é isso. «Militância petista» é pleonasmo.

Não me refiro apenas à capacidade de reunir pessoas e colocá-las nas ruas em protesto, mas também de organizá-las em diversos campos de modo a construir um ambiente favorável a certos grupos e ideologias e totalmente desfavorável a tudo e a todos que tentarem se lhes opor.

Independentemente de qual seja o ambiente, é natural que a militância siga aquilo que é determinado pela cúpula do partido ou do grupo. «Seguir» não significa apenas atender as determinações estratégicas que vêm de cima, mas também — e sobretudo — acreditar na santidade dos líderes, na pureza de seus valores e na maldade de seus opositores. Para o militante, seguir as determinações do partido significa também que os fins justificam os meios e que, portanto, não há nada mais importante do que implantar o projeto que foi proposto. O que são princípios e valores diante da necessidade de implantar «um país de todos»? A pergunta é retórica, claro, mas algumas respostas têm sido dadas na Internet. O conteúdo abaixo não é recomendado para pessoas de estômago fraco.

Continuar lendo

Dois motivos para não votar no PT

lula foro

Caso alguém precise de motivos para não votar no PT, eis dois que considero os mais fortes:

1) Mensalão. Leiam o livro «O Chefe», de Ivo Patarra (ou, pelo menos dêem uma olhada na versão on-line), que conta os detalhes do esquema do Mensalão. Se nada do que foi divulgado pela mídia bastou para você banir o PT de suas opções políticas, talvez esse livro baste.

2) Foro de São Paulo. Em poucas palavras, o Foro de São Paulo é o clube de comunistas da América Latina, que reúne ditadores como Hugo Chávez, Evo Morales, Manuel Zelaya, Fidel Castro e Raul Castro e organizações terroristas como as FARC (Colômbia), o Sendero Luminoso (Peru) e o MIR (Chile). O PT faz parte desse grupo e mantém relações com todos eles direta ou indiretamente, através do Foro de São Paulo ou de ligações decorrentes do Foro — leiam também as atas dos últimos encontros do Foro, que também podem ser baixados daqui. À primeira vista isso pode ter pouca importância, mas a influência do Foro sobre as decisões do governo do PT já foi admitida pelo próprio presidente. Na prática isto significa não bloquear nenhuma iniciativa de cada um desses membros em território nacional — o que nos leva a pensar necessariamente na narcoguerrilha das FARC, no crime organizado e supranacional, nos 50 mil homicídios registrados no Brasil a cada ano e nas relações entre FARC e PCC.

Sei que a maioria dos leitores deste meu site já está vacinada contra o PT. No entanto, peço que, se considerarem este tema e estes dois itens importantes, repassem estas informações a amigos e conhecidos que ainda pretendem votar no PT. Quem quiser, use os botões no início do post (Facebook e repassar por email).

Que não seja por falta de aviso. Prosseguirei fazendo minha parte.

Rio 2016

olimpiada

A Olimpíada de 2016 será no Rio de Janeiro. Ok, você já sabe.

Talvez você não saiba que:

— Hoje foi ponto facultativo no Rio de Janeiro.
— O Brasil gastou R$ 1 milhão só em hospedagem para a delegação que acompanhou a cerimônia em Kopenhagen.
— Paulo Coelho, Tarso Genro e Michel Temer, famosos esportistas olímpicos brasileiros, também estavam lá, bancados com dinheiro até de quem não votou no Lula e não queria que o Rio fosse a cidade escolhida.
— Em 2016 o Lula já terá disputado e provavelmente vencido a eleição de 2014.

link da imagem